Ansiedade x Redes sociais: Um Bate-Papo com a Dra. Juliana Neves

Dicas da Dra. Juliana para uma Saúde Mental Saudável no Mundo Digital:

-

Dicas da Dra. Juliana para uma Saúde Mental Saudável no Mundo Digital:

Juliana Neves é médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 2015. Concluiu sua residência em Clínica Médica em 2018 e, percebendo uma disposição especial para tratar pessoas com necessidades em saúde mental, fez sua Pós-Graduação em Psiquiatria pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), após centenas de pacientes tratados com sucesso.

Com experiência em transtornos depressivos, ansiosos, bipolares, TOC, síndrome do pânico, estresse pós-traumático, dependência química, alcoolismo, TDAH, esquizofrenia, entre outros, Dra Juliana acredita que o bom tratamento exige abordagem ampla e integral do paciente. Suas consultas contemplam os aspectos medicamentosos, comportamentais, intelectuais, simbólicos, físicos e afetivos da pessoa.

“As doenças mentais estreitam o horizonte de possibilidades da vida. Meu trabalho é devolver a autonomia da pessoa pra que ela volte a desfrutar da delícia de viver, sem sintomas e sem sofrimento desnecessário”.

Ei, Gente! Aqui é a Nicole! Eu decidi mergulhar fundo no tema da saúde mental e, para isso, fiz uma entrevista super especial com uma profissional que, cá entre nós, é uma baita referência. A maravilhosa Dra. Juliana nos deu uma palinha de sua jornada, suas rotinas e ainda nos presenteou com algumas dicas de ouro. Vem comigo e pega a pipoca!

De Adolescente Curiosa a Psiquiatra Renomada

Dra. Juliana começou com uma revelação: “Não fui eu que escolhi a Psiquiatria. Foi a Psiquiatria que me escolheu.” Gente, ela era a adolescente que amava Psicologia, Filosofia e Metafísica! Quem diria, né? A combinação do seu amor pelas ciências humanas e a sua habilidade única de lidar com sofrimento psíquico moldou sua trajetória, levando-a à especialização em Psiquiatria.

“Eu costumo dizer que não fui eu que escolhi a Psiquiatria. Foi a Psiquiatria que me escolheu. Explico. Durante toda minha adolescência eu gostava de estudar assuntos relacionados às disciplinas humanas – Psicologia, Filosofia, Metafísica e por aí vai. (Sim, eu era uma adolescente de gostos incomuns). Um pouco mais velha, já na faculdade de medicina, cheguei a me interessar pela Psiquiatria, mas logo veio o desencanto: eu não gostava do hospital psiquiátrico. Pensei que aquela rotina não era pra mim e abandonei a ideia. Ao me formar médica, fiz a minha primeira especialização em Clínica Médica. Durante aqueles anos, nas trincheiras de atendimento, eu percebi que tinha uma aptidão especial para lidar com os pacientes que apresentavam algum sofrimento psíquico. Foi então que tudo se costurou na minha história – todo o conhecimento que absorvi na adolescência sobre esse mistério que é o ser humano, mais a consistência técnica da faculdade de medicina pareciam me apontar para uma certa direção. Foi então que eu decidi fazer a minha segunda especialização, dessa vez em Psiquiatria. E foi assim que eu vim parar aqui.”

Rotina da Dra. Juliana: Equilíbrio é Tudo!

A rotina dela? Acorda, se delicia com um café da manhã (porque, né, café é vida!), e parte pro consultório. Ah, e aquela dica valiosa pra todos nós: ela silencia todas as notificações de redes sociais! Porque equilíbrio é tudo, minha gente!

“Não abro mão de fazer meus exercícios nos dias e horários reservados pra isso. Silenciei todas as notificações de redes sociais (Instagram, WhatsApp etc.) e “educo” meus pacientes a entenderem que, apesar de terem livre acesso a mim 24/7, eu responderei às demandas na medida do possível (eles são muitos e eu sou uma só para todos eles). Caso não seja alguma urgência, evito responder em horários da noite, fins de semana ou feriados. Até eu chegar a essa configuração, foi difícil gerenciar o stress e equilibrar meus dias.”

Ansiedade & Redes Sociais: Eita Combinação!

Quem aqui nunca sentiu um frisson de ansiedade? 🙋‍♀️ A Dra. Juliana nos contou sobre a armadilha da dopamina que as redes sociais criam e deu a letra: “Silencie as notificações”. Menos notificações = menos interrupções = mais foco e menos ansiedade.

 “A rede social quer a sua atenção. Existem várias maneiras de fazer isso, e uma delas é gerando satisfação. Cada vez que você passa para o próximo vídeo ou dá um refresh na página, seus neurônios liberam uma certa quantidade de dopamina (neurotransmissor relacionado a sensações de satisfação, prazer e recompensa) e você decide ficar mais um pouco, mais um pouco, mais um pouco… Só que repetindo inúmeras vezes esse processo, massivamente durante muito tempo, ocorre uma diminuição do efeito. É um mecanismo parecido com uma droga: com o passar do tempo o usuário tem a necessidade de consumir cada vez mais para obter o mesmo prazer de antes. E, adivinha o resultado disso? Grande ansiedade e angústia no longo prazo.

Dicas de Saúde Mental para pessoas super digitais

Ela também deixou claro que precisamos tratar as redes sociais como trabalho, e não entretenimento. E, ah, sobre o “detox digital”? Ela é super a favor! Se puder, faça uma pausa das redes sempre que der.

  1. Silencie as Notificações: Evite distrações e interrupções constantes que tiram o foco e aumentam a ansiedade.
  2. Siga Poucos Perfis: Na vida real, daríamos atenção profunda a apenas 40 ou 50 pessoas. Não há motivo para seguir centenas ou milhares de perfis nas redes sociais.
  3. Trate Redes Sociais Como Trabalho: Se você trabalha online, evite tratar redes sociais como mero entretenimento. Tenha objetivos claros, evitando se perder rolando o feed sem propósito.
  4. Limite Seu Tempo Online: Entre, faça o que precisa ser feito e saia do app. Valorize o mundo real e as interações fora do digital.
  5. Pratique o Detox Digital: Faça pausas das redes sociais sempre que possível. Isso pode ser extremamente benéfico para a mente.

Lembrando, galera: equilíbrio é tudo! Ficar plugado 24/7 não é saudável, e às vezes, precisamos nos desconectar para realmente nos conectarmos.

Como Bater um Papo com a Dra. Ju?

E agora, a cereja do bolo! Pra quem quer conhecer mais sobre o trabalho incrível da Dra. Juliana, ela tá lá no Insta como @juliana.duneves. Dá pra agendar consultas (presenciais e online) com ela pelo WhatsApp: (21) 97444-5757.


Conselho Final da Doc Ju:

E, pra fechar com chave de ouro, deixo vocês com o conselho final dela: “Abandone os seus preconceitos e marque uma consulta. Vai ser menos assustador do que você pensa, e muito mais legal do que imagina.”

Então é isso, pessoal! Espero que tenham gostado dessa conversa delícia com a Dra. Juliana. E lembrem-se sempre: cuidem da mente, ela é nosso bem mais precioso! Beijinhos e até a próxima! 💋✨

Nicole. 🌺🦋

Nicole Ognibeni
Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Remoção de Tatuagens

Entrevistamos a Michelle Piercing e Laser para esclarecer todas as suas dúvidas sobre remoção de tatuagens. Abaixo, confira a entrevista completa.

O Futuro da Tatuagem: Cobertura ou Remoção?

A tatuagem, que já foi um símbolo de rebeldia e individualidade, está passando por uma fase de transformação. Diante das mudanças no mercado e...

Como Ana Mendes Redefiniu o Old School com Autenticidade e Paixão

A jornada transformadora de uma artista que desafiou estereótipos e moldou sua própria versão do old school

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.