Arte empoderada: Conheça o trabalho de Alê Rosa

Alê Rosa é uma artista incrível que você precisa conhecer e acompanhar!

-

Alê Rosa é uma artista incrível que você precisa conhecer e acompanhar!

Entrevistamos a artista Alê Rosa para conhecer mais sua trajetória na arte e na tatuagem. Ela é especialista em fine line, tattoos de pets, florais e mini Realismo. 

O trabalho da Alê é voltado para o público feminino e hoje ela comanda um estúdio formado apenas por mulheres, para mulheres. 

O Pink Side Tattoo, fica em São Paulo e conta com uma equipe de 6 profissionais, entre tatuadoras e body piercers. 

Acima de tudo, Alê Rosa é uma mulher que sabe bem onde quer chegar!

Sua história profissional demonstra que a arte já estava no seu caminho, pois antes de tatuar ela trabalhou em diversas áreas diferentes e já foi estudante de fisioterapia.

Na tatuagem seu grande objetivo é diariamente dar o melhor em cada trabalho, e através do seu projeto Ver si, devolver a autoestima de mulheres que venceram a batalha contra o câncer de mama.

Preparados para conhecer mais sobre a carreira dessa mulher fantástica que é a Alê Rosa? 

Então vem para o lado rosa da tatuagem! 

Foto: Alê Rosa

Antes de mais nada, queremos saber como tudo começou na vida da Alê Rosa.

Perguntamos quando ela decidiu se tornar tatuadora e como foi sua história com a arte:

Alê Rosa: No momento exato em que decidi me tornar tatuadora eu estava estudando fisioterapia.

No curso de fisioterapia eu estava fazendo muitos desenhos de anatomia, e recebendo vários elogios dos colegas de classe, sempre sendo questionada o porquê de estar ali e não em um curso de artes.

Para ajudar na pressão artística, um dia voltando do curso, encontrei com um amigo que estava sentado em uma pizzaria com meu marido e que me convidou para me juntar a eles.
Eu comentei que estava cansada por causa da faculdade, aí ele fez um comentário:

“Pare com essa faculdade chata!”  

Eu respondi:

“Não é chata, eu estava desenhando o corpo humano!”

Aí essa frase foi a que mudou tudo, ele disse:

“Vai desenhar o corpo de outra maneira! Vai ser tatuadora! Sei lá!”

Naquele momento minha mente fez: Boom! É isso! 

Às vezes o que você precisa ouvir é enviado pelo universo e naquele momento fez todo sentido! Pois foi algo que já tive vontade no passado e deixei passar por motivos de machismo e falta de apoio.

Ainda bem que este recado do universo chegou até a Alê Rosa e hoje podemos contar com uma artista incrível no cenário da tatuagem! 

Quem foi a pessoa que mais te apoiou e o que ela fazia?

Alê Rosa: Fui muito apoiada pelo meu marido, que comprou essa ideia como todas as outras ideias malucas que eu sempre tinha! 

Na parte artística tive apoio de um amigo tatuador chamado Lolla. 

Qual foi o momento mais marcante na história da sua carreira até hoje?

Alê Rosa: Ter tatuado a Xuxa, e a responsabilidade de fazer isso. Foi algo que a profissão me presenteou, pois ela fez muito parte da minha infância e eu jamais achei que um dia fosse conhecê-la. Foi uma experiência fantástica, pois passei a admirar mais a pessoa que ela é.

Junno Andrade, Xuxa e Alê Rosa

E ter sido convidada por uma das maiores marcas de produtos de tatuagem do Brasil, é um orgulho uma mulher ser chamada para representar as tatuagens delicadas no meio das tattoos, onde somente o realismo de homens tem esse apoio.

Definitivamente, ver mulheres ocupando seus espaços e desenvolvendo talentos é algo fabuloso!

Através de muito estudo, trabalho e esforço, Alê foi alcançando seus objetivos e levando seu trabalho a mais e mais pessoas. A cada tattoo realizada, um passo em direção aos seus sonhos.
Até o momento que ela foi vista por outras pessoas famosas e influenciadores que se interessaram por seu trabalho. Perguntamos a ela como foi essa experiência. 

Você já tatuou diversos famosos, como foi isso? Como eles chegaram até você?

Alê Rosa: O Instagram foi responsável por essa exposição aos artistas. Recebi contatos via direct, e outros vieram por terem visto que eu já havia tatuado alguém da área artística.

Afinal, o meio digital é uma vitrine importantíssima para o trabalho de artistas e empresas de todos os segmentos. Se você segue a Alê nas redes sociais, já notou que ela está sempre ativa por lá, compartilhando seu trabalho e o dia a dia como artista. 

Tem alguma curiosidade em sua vida que quando você conta as pessoas se surpreendem?

Alê Rosa: Eu tenho TDAH. Isso fez com que a minha jornada tenha sido longa, até me encontrar na tatuagem. Outra curiosidade é que sou formada em secretariado e desenho de comunicação, já fiz faculdade de Rádio e TV, sistema de informação, tradutora intérprete, fisioterapia… Trabalhei modelando esculturas para casamento e hoje sou tatuadora.

Uau, quantas profissões!
Para nossa sorte, Alê se encontrou na tatuagem e hoje é uma das artistas de maior destaque quando o assunto é tatuagem feminina. 

Os temas que você mais executa são Fine Line, Pets, Florais e Mini Realismo, sempre foi assim?

Alê Rosa: Não, quem me ensinou, acreditava que a agulha ideal para um traço não era a mais fina, pois poderia lesionar a pele de forma mais fácil. Mas sempre busquei me desafiar deixando meu traço cada vez mais fino e sempre buscando a perfeição.
O realismo e os animais sempre foram as minhas paixões, e hoje nos meus trabalhos busco misturar esses detalhes.

Como você descreve o seu processo criativo?

Alê Rosa: Para criar prefiro estar em um ambiente tranquilo ao som de alguma música que eu gosto.

Busco não aceitar trabalhos que não me inspirem. Aceito os trabalhos que no momento do orçamento, já me conecto. Assim sei que o processo criativo será interessante.

Ficamos curiosos para saber como é o dia perfeito de uma mente criativa como a da Alê! 

Pedimos para ela descrever como é o dia perfeito no seu trabalho:

Alê Rosa: Um dia perfeito é quando eu chego animada para um trabalho que me conectei com a história, e quando conheço a cliente percebo que ela tem uma vibe boa, sei que aquele dia será leve e gostoso!

Fica mais perfeito quando essa cliente no final da tatuagem ao se olhar no espelho se sente feliz!

Isso é motivador, faz com que me sinta renovada para o próximo dia. 

Como resultado, trabalhos incríveis e muitas pessoas que se tornam fãs dos seus traços!

Porém, para uma tattoo ficar perfeita, é preciso muito estudo e preparo.

Vamos saber mais como a artista inclui isso na sua rotina?


Você tem rotina de estudo? O que você tem estudado dentro ou fora da tattoo?

Alê Rosa: Dentro da tattoo, gosto de fazer workshops de artistas que admiro, estudo pintura a óleo e aquarela, e tenho estudado outras línguas.

Conforme falamos anteriormente, Alê é uma pessoa conectada e ativa em suas redes sociais. Perguntamos para ela onde ela se inspira dentro deste meio. 

Alê, quais Instagrams você segue e indica?

Alê Rosa: Uau, sigo muitos artistas de outras áreas! São inspirações para trazer para a tatuagem, principalmente ilustradores e pintores.

Gosto muito de um insta em específico que é: @women_artists_gallery

Você tem algum talento secreto?

Alê Rosa: Sou escultora e pinto quadros. Trabalhei com isso por 10 anos sendo minha única renda.


Múltiplos talentos e uma história de admirar. Alê conta que teve uma infância humilde mas hoje segue realizando seus sonhos.

Você coleciona algo?

Alê Rosa: Coleciono lápis de cor, sou fascinada, e acabei de me dar conta disso ao responder essa pergunta! Quando pequena minha mãe me dava sempre 12 cores e falava que se eu as misturasse teria todas as cores. Meu sonho era ter 24 ou mais cores! Como sou de família humilde, me contentava, mas fui criando uma fascinação por lápis de cor, não sei quantos tenho hoje! 

Trabalho incrível de Alê Rosa

Existe um presente que você gostaria de dar ou ganhar?

Alê Rosa: Gosto de dar e ganhar abraços! 

Coisas materiais acho que eu gostaria de ganhar a luneta mais espetacular do mundo!
E dar, avalio antes para quem é o presente. 

Quem inspira você na tatuagem e na pintura?

Alê Rosa: Minhas inspirações vieram de artistas de realismo, como: Ubiratam, Fernando Souza, Catuaba, Veríssimo.

Quais são as tatuagens que mais procuram você para fazer?

Alê Rosa: Sou muito procurada para fazer mini realismo de pet, realismo preto cinza e hoje sou especialista em tatuagem de pets, traços finos, florais e tatuagens delicadas.

Trabalho de Alê Rosa


Ao longo do tempo que você tatua, quais evoluções você percebeu e aproveitou?

Alê Rosa: Tanto na minha técnica quanto busquei ir aperfeiçoando e estudando, como também fui evoluindo e investindo em equipamentos melhores. 

Os equipamentos foram melhorando e eu fui investindo neles. 

Conte mais sobre o projeto Ver Si, o que te motivou para iniciar?

Alê Rosa: O Projeto Ver si é uma vontade antiga que tenho de recuperar a autoestima de mulheres que passaram pela batalha com o câncer de mama e carregam a ausência de uma parte tão importante para a mulher.

Perdi uma das pessoas mais importantes da minha vida para o câncer por metástase e tudo começou com um câncer de mama que não foi diagnosticado a tempo. Essa pessoa se chamava Versi. 

“Em 2020 passei por uma experiência onde tive uma mastite infecciosa que precisei tirar uma das minhas próteses e passei um período só com um seio. Pude comprovar o que eu já sabia, o quanto machuca se olhar no espelho e não se ver completa.”

Conta, Alê Rosa

Alê Rosa transformou a dor e a perda em uma incrível ação social que ajuda outras mulheres.
Seu projeto solidário de reconstrução de aréola é algo que merece ser aplaudido e incentivado, para que mais mulheres tenham acesso e possam recuperar sua autoestima! 

A artista segue com seus projetos e planos, e nós continuamos aqui acompanhando tudo de perto para compartilhar com vocês, fãs de tatuagem! 

Cite 3 coisas que você ainda quer realizar no seu trabalho, 3 desejos.

Alê Rosa: Tatuar em alguns lugares fora do país, como Estados Unidos, França e Portugal.

Fazer algo não tão planejado, viver uma aventura!

Fazer meu estúdio, que é feito só por mulheres, se destacar e mostrar cada dia mais a força da mulher no mercado da tatuagem.

Gostaria que as redes sociais fossem menos desafiadoras para a exposição dos nossos trabalhos, hoje sinto que dedico um tempo acima do normal para que meu trabalho seja mostrado com qualidade. 

Qual seu mantra ou algo que você sempre fala?

“Tenho um propósito diário que é fazer a tatuagem mais bonita que já fiz!Então todos os dias saio de casa empolgada para uma nova tattoo, que é uma nova história.”

Conta, Alê Rosa

Por fim, perguntamos quais seus planos para o futuro. Veja o que ela respondeu:

Alê Rosa: No futuro me imagino fazendo o que faço hoje. Amo e estarei bem feliz se os dias se repetirem, por bastante tempo. 

Para nós é uma honra contar histórias como a da Alê Rosa aqui no Blog do Tattoo2me!

Ficamos imensamente felizes e incentivados com sua trajetória.
Que ela possa seguir inspirando outras mulheres e mostrando que não existem limites para os nossos sonhos! Podemos chegar em qualquer lugar!

Alê, muito obrigada pela entrevista!

E se você gostou da matéria e curtiu o trabalho da Alê Rosa, continue acompanhando a artista nas redes sociais! 

Instagram: https://www.instagram.com/alerosatattoo/ 


E você que está lendo, fica com a gente que tem outras matérias e artistas inspiradores aqui no Blog do Tattoo2me!
 

Nicole Ognibeni
Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Diego Conci e sua arte: do Brasil para o mundo!

Entrevistamos Diego Conci para conhecer seus atuais projetos e trajetória na tattoo.

Tatuagem otaku: o amor pelos animes e mangás eternizado na pele

Você já ouviu falar no termo Otaku? Na matéria de hoje vamos te explicar mais sobre esse mundo e mostrar como essa cultura está expandindo para o mundo da tatuagem!

27 Tatuagens de futebol incríveis pra entrar no clima da Copa do Mundo

A Copa do Mundo da FIFA Catar 2022™ começa esse mês e os apaixonados por futebol já estão com a emoção à flor da pele!

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.