Mergulhando no Mundo Cybertribal: Uma Conversa Exclusiva com o Artista Darko

-

Em um mundo onde a arte e a tecnologia se encontram, nasce um estilo único e avassalador de tatuagem, o Cybertribal. Tive o prazer de sentar virtualmente com Darko, um artista proeminente que não apenas adotou esse estilo, mas também o reinventou com sua interpretação autêntica e inovadora. Vamos explorar sua jornada, desafios, inspirações e visão para o futuro da arte Cybertribal.

TATTOO2ME: “Como foi sua introdução ao mundo das tatuagens e o que o inspirou a se tornar um tatuador?”
DARKO: “Gosto de desenhar e da estética de ter tatuagens desde criança. Desenhava meus braços e mãos à caneta e em cadernos esboçava tatuagens que gostaria de ter quando fosse adulto, não esperei muito e fiz a minha primeira com 15 (ilegalmente rs). Com 18 anos já tinha 5 tatuagens sendo uma delas escorpião tribal de 50cm nas costas. Embora gostasse muito de tatuagens e de desenhar, entrei pra faculdade de física, uma matéria que sempre me gerou interesse na escola. Após 3 anos de curso, no início da pandemia, refleti sobre estar no lugar errado e possíveis profissões nas quais poderia ser mais eu mesmo. Sempre tive amigos tatuadores e que me falavam da possibilidade de eu tatuar quando viam meus desenhos, e eu negava, dizendo ser muita responsabilidade marcar alguém pra sempre. Quando decidi me tornar tatuador, impus que trataria essa profissão assim como se eu estivesse fazendo uma faculdade e que eu desenharia todos os dias coisas que acho belas, que gostaria de fossem tatuadas em mim também. Vi como uma oportunidade de fazer algo no qual os estudos fossem prazerosos pra mim.”

TATTOO2ME: “Pode nos contar sobre sua jornada e evolução como artista de tatuagem desde os primeiros dias até agora?”
DARKO: “No início de 2020 consegui o contato de um tatuador de motoclube que me ensinou de graça o básico para tatuar. Eu ia no estudio dele umas duas vezes por semana e ele me ensinou sobre máquinas de tattoo, biossegurança, como montar uma bancada, traçar, pintar e sombrear. Tatuei umas 3 pessoas sob observação, então ele disse que eu já sabia tatuar o básico e que o restante seria prática, me passou tudo que eu precisaria comprar pra atender em casa e seguir em frente. Fazendo isso, tatuei em home estúdio até julho desse ano. Nesse tempo eu estudei desenho e mais técnicas de tatuagem de forma autoditada, através de vídeos no youtube, sites e pdfs que encontrava no google. Quando queria aplicar técnicas que via em referências, cobrava apenas o valor do material e só aumentava o valor quando me autoavaliava bom naquilo.

Ano passado tive uma pausa na minha carreira por conta da depressão, deletei minhas redes sociais e passei 7 meses tentando compreender o significado da vida e o que me impedia de ser verdadeiramente feliz, apenas meditava e fazia trabalhos voluntários pra ongs.

Em um momento a necessidade de fazer dinheiro se tornou gritante, então comecei a trabalhar em eventos de gastronomia aos finais de semana com o chef de cozinha que conheci no trabalho voluntário e voltei a tatuar durante a semana.

Criei um novo instagram e decidi começar tudo do zero, com uma nova visão profissional e de vida. Isso foi muito importante pra minha carreira. Comecei a estudar pintura a óleo e a esculpir também, eram coisas que sempre admirei, mas nunca dei atenção. Estudo sozinho com todo o conteúdo gratuito que vejo na internet e quando sinto dúvidas, busco por artistas que fazem o mesmo para conversar sobre. Assim como gosto de falar abertamente sobre minhas técnicas com todos aqueles que perguntam.

Em junho desse ano já não estava me sentindo bem em receber clientes na minha casa, queria poder atender com mais qualidade e então busquei por estúdios que tivessem uma energia semelhante a minha. Na metade de julho comecei a tatuar no estúdio noturna e agora tenho focado meus dias apenas para estudos de artes e tatuagem.”

TATTOO2ME: “Quem foram ou são suas maiores influências na tatuagem e como elas moldaram seu estilo e técnica?”
DARKO: “Existem muitos, mas vou dar ênfase nos que eu conheci pelo instagram no inicio da minha carreira: @hardblak__ foi uma base principal pra mim nas formas cyber tribais e as possibilidades de curvas, @tatt_karma me inspira muito em suas pontas longas e finas, @long_longo_long foi o primeiro artista que vi utilizar o termo cybertribal como um estilo de tattoo, me apaixonei instataneamente pelos seus encaixes no corpo e a agressividade das suas tribais, @sovremennik_tattoo é uma grande inspiração pra mim no quesito de detalhamento na arte, ele que me mostrou a variedade de formas orgânicas e fluidas na tribal e o efeito metálico/cromado.”

TATTOO2ME: “Como você descobriu o estilo cybertribal e o que o atraiu para essa forma específica de arte corporal?”
DARKO: “Nos meus primeiros 9 meses de tattoo desenhava flashes em um estilo mais chegado ao ignorant blackwork e algumas artes mais comerciais. Uma vez decidi fazer dois flashes tribais e quando vi que não conseguia desenhar algo esteticamente agradável busquei pelas hashtags do instagram #tribal e #tribaltattoo, vi que haviam algumas postagens recentes de tribais com uma aparência mais modernizada e afinada comparado às tribais comuns que conhecia, as famosas tribais dos anos 90/2000 popularizadas entre os antigos clubbers e marombeiros de academia. Analisando as hashtags vi que nas mesmas postagens também haviam #neotribal #cybertribal #cybersigilism e comecei a acompanhar o trabalho de todos os artistas nesse estilo, a maioria deles da Rússia. Buscando me aprimorar, pesquisava por esse estilo no google e não encontrava nada, apenas as antigas tribais. Foi quando percebi que é um estilo novo que está crescendo dentro da comunidade underground da tatuagem. Sempre fui atraído por tribal, mas quando vi a cybertribal me apaixonei. Não sei como explicar, a forma como a tribal contorna o corpo das pessoas como se fossem adornos pontiagudos, eu acho muito elegante. Por ser uma forma de arte abstrata eu me sinto livre para fazer o que quiser, sem referências de algo real.”

TATTOO2ME: “De que maneira você acredita que seu trabalho no cybertribal se distingue dos outros artistas que praticam estilos semelhantes?”
DARKO: “No decorrer desses anos durante meus estudos de desenho, comecei a ver determinados padrões de formas que apareciam sempre nas minhas artes e insisti neles para que virassem uma marca. Hoje em dia eu faço as tribais variando a forma como pigmento, sendo só o traço, totalmente pigmentada, sombreada ou com efeitos metálicos, mas a forma da tribal é sempre algo característico meu, pois deixo seguir nos desenhos a minha intuição estética e isso sempre será único em cada artista.”

TATTOO2ME: “Como você viu seu próprio estilo evoluir ao longo dos anos e quais foram os marcos significativos nessa evolução?”
DARKO: “Um primeiro marco pra mim foi quando eu decidi parar de fazer artes em forma de flash e partir pra coisas maiores que tomassem grande parte de um membro do corpo. Foi quando eu vi a necessidade de me desenvolver no freehand. Eu tinha um amigo que sempre falava que queria uma tribal metalizada no braço com correntes mas eu tentava convencer ele a fazer todo em pontilhismo pois era algo que eu já tinha mais domínio. Quando tomei coragem e arrisquei fazer esse efeito nele foi mais um marco, fiquei obcecado por isso e comecei a fazer muitos desenhos assim, hoje é a minha técnica favorita junto com a tribal full black. Meu último marco foi há pouco tempo, juntamente com me atrelar a um estúdio profissional, eu ter feito meu primeiro guest. Eu nunca havia saído do Rio de Janeiro e sempre sonhei em um dia poder trabalhar viajando, conhecendo novos lugares e culturas enquanto espalho minha artes na pele das pessoas. Comecei indo para São Paulo e já estou me organizando para viajar para outros estados, acho que agora estou vivendo meu sonho de artista e me sinto muito realizado com isso.”

TATTOO2ME: “Pode nos levar através do seu processo criativo? Onde você busca inspiração para seus designs únicos?”
DARKO: “Além de trabalhos de outros artistas, busco inspiração nas formas da natureza. Gosto de observar com atenção, qualquer coisa. Itens de metal, fios em postes, galhos e raízes de árvores, a fluidez de líquidos de diferentes viscosidades. Olho para as coisas sem pensar em como fazer isso virar um desenho ou tattoo, apenas fico ali parado olhando e captando os detalhes de como as coisas são. Às vezes surgem ideias e jogo no meu sketchbook, muitos ficam ali como esboços nunca finalizados e outros eu redefino os traços até ficar satisfeito. Nem tudo que desenho é projetado pra ser uma tatuagem. Agora tenho moldado minhas ideias também para esculturas, pinturas e roupas. Gosto muito de estudar desenho de anatomia humana e em um determinado momento comecei a desenhar os corpos e fazer “freehands” tribais neles para visualizar melhor as possibilidades e tenho apresentado meu trabalho assim para as pessoas. Esse é meu processo criativo natural, onde tenho uma ideia, materializo e divulgo. Agora quando um cliente vem até a mim com uma ideia fixa, já é um pouco diferente. Normalmente me trazem de uma a 3 referências de desenhos ou outras tatuagens e me apontam características que gostariam que eu prezasse. Peço sempre uma foto do local do corpo, para eu criar de uma forma que o desenho contorne as curvas naturais daquela pessoa. Observo bem as referências e depois as descarto, e o meu desenho se torna uma mesclagem da minha memória não só daquelas tribais, mas também das várias outras coisas que já vi. Faço muitos rabiscos de possíveis formas até chegar em algo que acho belo, depois apresento ao cliente e converso pra acertar a arte até ficarmos 100% satisfeitos.”

TATTOO2ME: “Quais são as técnicas específicas que você emprega para garantir que cada tatuagem não seja apenas visualmente impressionante, mas também uma expressão autêntica da individualidade do cliente?”
DARKO: “Alguns raros clientes são mais fechados, me enviam poucas ou nenhuma referência então fica um pouco difícil entender a personalidade deles. Preciso conversar mais, mostro meus desenhos até entende-los e vou captando sobre o que gostam. A maioria do meus clientes são fáceis de compreender, me explicam um pouco suas ideias e já vejo um padrão nas suas referências e em seus perfis sociais, rapidamente interpreto seus desejos na arte. Alguns não pedem modificação quando apresento minha primeira versão imaginada, outros apontam algumas características para modificar, mas no final todas as tatuagens se tornam algo muito pessoal entre a personalidade da pessoa e a minha forma de desenhar.”

TATTOO2ME: “Quais desafios você encontrou ao trabalhar com o estilo cybertribal e como os superou?”
DARKO: “Meus desafios sempre são nos desenhos, conseguir colocar no papel aquilo que imagino. Eu supero esses desafios a cada trabalho que faço.”

TATTOO2ME: “Onde você vê o estilo cybertribal indo nos próximos anos e como você planeja evoluir junto com ele?”
DARKO: “Eu vejo a cybertribal como o futuro, a procura se torna cada dia maior e mais artistas do meio underground estão se desenvolvendo nessa área. O bom de ser uma forma de arte bem recente é que os tatuadores de hoje desse estilo já são os pioneiros disso, nós ditamos essa evolução rs. Não há nenhuma tatuagem minha que eu consiga olhar e ver como perfeita, sempre consigo determinar momentos em que errei na aplicação ou como poderia ter elaborado melhor alguma arte antiga. Toda vez que eu faço um novo trabalho busco corrigir meus erros passados e assim venho evoluindo gradativamente. A cada dia que passa muitas ideias surgem, eu sou um artista experimental e quero continuar me abrindo às novas possibilidades dando o meu melhor.”

TATTOO2ME: “Quais conselhos você daria para artistas emergentes que estão interessados em explorar o cybertribal e outros estilos de tatuagem inovadores?”
DARKO: “Eu aconselho a continuarem. Se vocês acham essa forma de arte bela, a inspiração é infinita! O mundo precisa de mais artes inovadoras, fazendo isso com amor e dedicação toda a comunidade evolui também.”

TATTOO2ME: “Há algum projeto específico ou conceito de tatuagem que você está ansioso para trabalhar no futuro?”
DARKO: “Gostaria de fazer mais trabalhos bodysuit, até então só fiz um estudo e outro está em andamento. Quero fazer artes que cubram a maior parte do corpo humano ressaltando a beleza natural de cada um.”

Confira aqui e abaixo mais trabalhos do Darko: https://www.instagram.com/darko_ttt/

Conclusão

Darko é um artista que desafia os limites convencionais, sempre buscando inovar e aperfeiçoar seu ofício. Sua paixão e dedicação ao estilo cybertribal são evidentes, e sua habilidade em capturar a essência única de cada cliente é incomparável. Estamos ansiosos para ver o contínuo crescimento e evolução de Darko no mundo da tatuagem. Certamente, ele é um nome para se observar, pois continuará a moldar e definir o futuro da arte corporal cybertribal.

Siga: https://www.instagram.com/darko_ttt/

Continue lendo aqui: https://cyberdarko.com/

𒁂 CYBERTRIBAL SUBMISSION 𒁂
📍@estudio.noturna
вarra мanѕa 21-28 de oυтυвro
sᴘ – ᴅᴇᴢᴇᴍʙʀᴏ
ʙʜ-ᴍɢ-ʙᴀ-sᴄ շօշկ

Nicole Ognibeni
Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Collab com o tattoo2me: Saiba tudo para fazer posts de sucesso em colaboração com o tattoo2me

Coisas importantes e muito sinceras para você que vai fazer collab com o tattoo2me:

Kessy Borges: Uma Estrela Brilhante no Universo da Tatuagem

Uma Viagem Artística da Tatuagem do Espírito Santo para o resto do Mundo

O Básico que você precisa fazer no seu instagram como tatuador ou tatuadora:

Sua arte merece ser vista e valorizada, então vamos cuidar dessa vitrine com o carinho que ela merece, combinado?

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.