Reaproximando Corpos Pretos da Arte da Tatuagem: A Missão de Fabio Lopes

Em um mundo onde a arte corporal transcende a pele, Fabio Lopes se destaca por sua dedicação em celebrar a beleza e a diversidade dos corpos negros através da tatuagem.

-

Em um mundo onde a arte corporal transcende a pele, Fabio Lopes se destaca por sua dedicação em celebrar a beleza e a diversidade dos corpos negros através da tatuagem.

No cenário contemporâneo da tatuagem, onde cada traço carrega um peso de expressão e identidade, Fabio Lopes se posiciona não apenas como um artista, mas como um verdadeiro ativista da pele. Com uma jornada iniciada há quase quatro anos, durante um período de introspecção forçada pela pandemia, Fabio encontrou na tatuagem não apenas uma profissão, mas uma chamada para ação. “Há 3 anos, no período da pandemia, fomos obrigados a parar, aí decidir aflorar e explorar algo que sempre quis, daí comecei a tatuar,” Fabio compartilha, iluminando o início de sua trajetória.

As fotos acima são de @domarrrrrrr =)

O compromisso de Fabio com a tatuagem vai além da superfície da pele; ele se dedica a “reaproximar corpos pretos da tatuagem”, uma missão que carrega tanto peso cultural quanto estético. A especialização em pele negra não é apenas uma escolha artística, mas uma declaração política, uma resposta às barreiras raciais historicamente enraizadas na indústria da tatuagem. “Decidir me especializar em tatuagem em pele negra,” afirma Fabio, destacando seu processo de politização e autoconhecimento como homem negro de pele clara.

Inspirado por artistas que dominam o alto contraste e o blackwork, como Bruno Oliveira, Beatriz Medeiros, Dell Nascimento, e no alto contraste, Guga Scharf, Fabio molda seu estilo único. Ele descreve seu estilo como uma fusão entre o alto contraste, o blackwork, e elementos de afrofuturismo, criando obras que não apenas adornam a pele mas falam diretamente à alma.

O processo criativo de Fabio é colaborativo e profundamente personalizado, começando com um entendimento cuidadoso do tom de pele de cada cliente para maximizar o contraste e a legibilidade. “Tentando manter sempre o diálogo com o cliente pra entender o que pra ele é indispensável no design final,” ele explica, sublinhando a importância da comunicação na transformação de ideias em arte corporal significativa.

Um aspecto distintivo do trabalho de Fabio é sua dedicação a incorporar referências pretas e a comunicar a importância da representatividade negra na tatuagem. Ele vê a tatuagem como “uma forma de apropriação do próprio corpo”, especialmente significativa em contextos onde a opressão racial tentou negar aos negros a posse de suas próprias histórias e corpos.

Os desafios enfrentados por Fabio em sua carreira refletem lutas mais amplas contra o racismo e a desvalorização dos corpos negros. Contudo, ele encontra inspiração e motivação em cada cliente, em cada história compartilhada, e em cada peça de arte que cria. Uma de suas experiências mais marcantes envolveu uma cliente que desejava homenagear sua avó e a orixá Nanã, um projeto que ganhou camadas adicionais de significado após o falecimento da avó da cliente. “Isso ficou muito marcado pra gente porque tornou a tatuagem ainda mais especial simbólica,” reflete Fabio, destacando o poder da tatuagem em capturar e honrar memórias e conexões espirituais.

Olhando para o futuro, Fabio aspira a viajar pelo Brasil, disseminando a conscientização sobre a tatuagem em pele negra e formando uma rede de tatuadores comprometidos com essa causa. Ele é crítico em relação à evolução da tatuagem, especialmente no que diz respeito à consciência política e à luta contra a apropriação cultural. “Ainda vemos indígenas sendo tatuados como mulheres brancas, pessoas se tatuado com elementos da cultura maori e beberes, que não fazem parte de nossa ancestralidade,” ele aponta, chamando a atenção para a necessidade de respeito e compreensão cultural na arte da tatuagem.

Fabio Lopes não é apenas um tatuador; ele é um guardião da história, um defensor da beleza negra, e um visionário que vê na tatuagem um caminho para a liberdade de expressão, apropriação cultural, e empoderamento. Através de seu trabalho, ele convida a todos a repensar a tatuagem não apenas como uma forma de arte, mas como um diálogo contínuo com a história, a identidade, e o futuro.


Siga Fabio Lopes no Instagram @fabiolopes_ttt para acompanhar sua jornada artística e agendar uma sessão em uma das cidades por onde ele passará: PE, SP, RJ, SSA, BSB, MG. Contato: tinyurl.com/msynp935.

Nicole Ognibeni
Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Hudson Mateus: Uma Jornada de Dedicação e Arte na Pele

Do Interior de Minas Gerais ao Reconhecimento em Belo Horizonte

Marsh: Transformando Vidas com Tatuagem Vegana e Reconstrução de Aréolas

Uma Jornada de Empatia e Arte em São Paulo, Devolvendo Autoestima e Confiança com a Reconstrução de Aréolas

Autenticidade Estampada na Pele: A Arte de Natascha

Descubra a Especialista em Tatuagens Coloridas de Jundiaí - SP

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.