Renata Lembo: Tatuadora, ilustradora e muralista em SP

Renata Lembo é artista em São Paulo, capital e eu tive a oportunidade de conhecer mais sobre seu trabalho e dividir com vocês.

-

Renata Lembo é artista em São Paulo, capital e eu tive a oportunidade de conhecer mais sobre seu trabalho e dividir com vocês.

@olhardepaulina_

Leia até o final e se surpreenda como um sonho, coragem e estudo podem te levar a ter resultados incríveis!

Renata Fernandes Lembo é uma artista visual de 26 anos, residente em São Paulo e criada  no interior de Minas Gerais. É estudante de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade São  Judas Tadeu e em 2018 começou a tatuar como forma de complementar a renda ao longo  do curso.

Dentro do universo da tatuagem se reencontrou com as artes, a pintura e muitas  inquietudes a serem expressadas, e desde então se dedica aos estudos artísticos em  diversas mídias: tatuagem, ilustração, pintura em tinta acrílica e muralismo. 

Desenvolve uma estética própria a partir de linhas contínuas, ora atráves de composições  minimalistas, onde a comunicação se dá pelo vazio e pela ausência, ora por desenhos  densos e carregados de formas, cores e afetos.

Seu trabalho explora os sentimento e o  cotidiano de mulheres que cantam, dançam, criam, estudam e se apaixonam.

Os traços não  são comprometidos com representações formais e realistas, mas buscam comunicar  sentimentos e contradições de forma lúdica, convidando aquele que entra em contato com  estas imagens a brincar de interpretar seu significado a partir da própria subjetividade. 

Confira nossa entrevista com a artista Renata Lembo

Nos conte quando decidiu se tornar tatuadora e como foi sua história com a arte:  

Ser artista e viver desenhando era um sonho de infância, não fiz cursos de desenho e não sei  dizer quando os desenhos se tornaram assunto sério. Sabe aquelas crianças que tem todos  os cadernos e livros desenhados nas bordas, com a lição pela metade? Eu fui uma delas. 

Quando chegou o momento de escolher uma carreira entrei em crise: queria estudar Artes  Visuais, mas todos diziam que não dava para ganhar dinheiro como artista.

Na época eu já  trabalhava, pagava contas e me deixei influenciar: meu coração estava nas artes, mas optei  pelo curso de Arquitetura e Urbanismo. 

Me afastei dos desenhos por um tempo e me reencontrei com eles poucos anos depois,  quando um conhecido estava estudando pra ser tatuador e eu vi ali uma possibilidade de  exercer minha paixão.

Isso aconteceu no começo de 2018, a essa altura eu tinha 23 anos e  estava no meio do curso de arquitetura. Eu trabalhava durante o dia e estudava a noite,  então pedi demissão do meu emprego pra aprender a tatuar e disse pra minha família que  estava fazendo aquilo apenas pra pagar as contas até me formar arquiteta.

Segui com os  dois cursos em paralelo, mas, no fundo, eu já sabia que ser tatuadora era um caminho sem volta.

Aos poucos eles perderam os preconceitos e receios que tinham com as tatuagens,  atualmente vivemos em paz e minha mãe até já tatuou comigo.

Não me arrependo de  nenhuma escolha e sei que nada foi perda de tempo, aprendi muito sobre linguagens  estéticas no curso de arquitetura e esse aprendizado está presente em tudo que faço  atualmente. 

Hoje, tatuando há 3 anos e meio, me sinto realizada e quero aprender cada vez mais sobre o  universo da tatuagem. E aquela faculdade de arquitetura… bem, eu ainda estou cursando,  vou esticando para ter tempo de tatuar, tenho esperança que um dia me formo. 

Ilustrações feitas por Renata Lembo:

Qual foi o momento mais marcante na história da sua carreira até hoje?  

Meu crescimento não se deu a partir de um acontecimento extraordinário, um evento que  possa ser contado, mas aconteceu e continua acontecendo aos poucos dentro de uma  rotina de estudo e persistência. Ainda assim, houveram dois momentos no início da minha  carreira que foram muito importantes pra que eu entendesse quem eu sou como  profissional: 

1 – O primeiro deles aconteceu em março de 2019, o dia em que abri meu próprio estúdio de  tatuagem: uma pequena sala comercial onde eu poderia atender as pessoas do meu jeito,  com calma e atenção, num ambiente tranquilo. O objetivo principal foi criar um espaço  acolhedor para que todos se sentissem confortáveis e seguros, principalmente as mulheres. 

Eu ainda não tinha muitos clientes e cobrava pouco na época, estava muito insegura se  conseguiria ou não manter um espaço só meu. Minha família e meu parceiro me  incentivaram e me deram suporte pra encarar esse desafio, o que fez toda a diferença.  Inaugurar o estúdio me fez sentir que aquele sonho era real, que a profissão de tatuadora  não era algo temporário e superficial na minha vida. Atualmente atendo nesse estúdio: fica  localizado na República, centro velho de São Paulo. 

Para não perder nada, acompanhe a Renata Lembo no instagram: @renata.lembo

2 – Outro momento marcante foi o dia em que compartilhei um desenho “rabiscado” pela  primeira vez, em junho de 2019. Antes disso, eu desenhava em linhas soltas e depois  “corrigia” a arte final, tentava encaixar minhas criações num modelo de “certo e errado”.  Quando publiquei um croqui com meu traço de linhas caóticas muitas pessoas se  identificaram e eu percebi que havia espaço pra ser eu mesma dentro do mundo da  tatuagem.

Comecei a estudar obras similares e descobri que o que eu fazia intuitivamente  poderia ser classificado dentro de alguns estilos artísticos: desenho gestual, one line art  (arte em linha única) e arte minimalista. Hoje tenho uma identidade visual própria que  aplico em tatuagens, pinturas e murais, e sigo estudando artes e aprimorando meu traço. 

Murais feitos pela Renata Lembo em seu estúdio em São Paulo:

Tem alguma curiosidade em sua vida que quando você conta as pessoas se surpreendem? 

Cresci numa cidade pequena no interior de Minas Gerais, com uns 15 mil habitantes, e lá estudei piano e teoria musical no conservatório público da cidade por anos. Nunca aprendi  direito, não levo jeito com nenhum instrumento até hoje, mas acho que foi a forma que  encontrei na época de estar próximo a outros artistas numa cidade tão pequena, eu amava  passar a tarde ouvindo as aulas de música

Como você descreve a seu processo criativo? 

Quando estou criando meu foco está nas sensações que quero expressar com aquele  desenho, não nas formas em si.  

Às vezes desenho para colocar um sentimento para fora, para transbordar. Em dias de leveza  nascem traços suaves e delicados e em dias densos faço traços rabiscados, inconstantes. 

Nem sempre o processo é tão sentimental: quando recebo um pedido de encomenda, por  exemplo, faço várias perguntas pra entender o que cada cliente quer transmitir e suas  preferências estéticas, depois junto uma coleção de referências em torno do assunto e só  então começo a esboçar as formas.

Nessas referências evito utilizar tatuagens de outros  artistas, prefiro escolher fotos reais, pinturas e até mesmo músicas e textos, para que o  resultado seja uma tatuagem única. 

Por fim, também gosto de criar releituras de obras marcantes da história da arte como  forma de estudo de novas possibilidades de representação. 

Apaixonante, né? O estúdio da Renata Lembo fica no centro de São Paulo, próximo à estação República. É um espaço privado e seguro, então depois que você conversa com ela, ela passa o endereço certinho para você.

Quem inspira você na tatuagem e na pintura?  

Tenho inspirações de várias áreas, desde a história da arte até artistas que acompanho pelo  Instagram. 

Minhas criações têm forte influência de Toulouse-Lautrec, pela forma de representar  individualidade nas expressões corporais, Magritte, cujas obras são provocativas e  despertam curiosidade.

Recentemente conheci a obra de Remedios Varo, pintora espanhola  surrealista do começo do século XX, e tenho me apaixonado cada vez mais pelo mundo  fantástico criado por ela. Essas são paixões recentes, de tempos em tempos começo a  estudar algum movimento artístico e ganho novos autores favoritos.  

Quem me ensinou a amar o minimalismo e a me expressar de forma simples foi o estudo da  arquitetura, em especial a arquitetura modernista brasileira.  

Também me inspiro muito em artistas contemporâneas que constroem diálogos e  questionamentos a partir de suas obras, como as artistas visuais Priscila Barbosa, Nina Satie,  as fotografas Márvila Araújo, Milena Paulina, Pamela Facco, entre outras. 

Na tatuagem acompanho perfis de tatuagem que também criam em one line art, como a  @jiotattoo e a @honeybadger__tattoo, e muitos outros de estilos que me inspiram estudar  novas técnicas e mistura-las ao meu traço.  

Renata Lembo e suas pinturas.

Quem são os seus clientes?  

Estou aberta a todo o tipo de público que se interesse por meu estilo de desenho. Em geral,  são mulheres feministas quem mais se identifica com o que faço. Meu estúdio tem um clima  intimista e acabamos conversando muito sobre histórias de vida, ideologias, sonhos,  relacionamentos… é um papo meio filosofia de bar, e eu amo haha 

Quais são as tatuagens que mais procuram você para fazer? 

Me procuram pra criar desenhos lúdicos e fluidos, semi abstratos. Esses desenhos  costumam trazer cargas sentimentais, sensação de movimento e fluidez. 

Além disso, também faço tatuagens em freehand (à mão livre) de linhas e elementos  botânicos que percorrem o corpo. 

Entre em contato com a Renata por whatsapp: (11) 966616-2320

Quais seus planos para o futuro?  

Tenho planos de passar uma temporada viajando pra tatuar, levando meu estilo pra vários  estados do Brasil e, sonho eu, pra outros países. Esse plano está suspenso no momento  devido à pandemia do coronavírus – ainda não me sinto segura pra viajar.  

Além disso, também quero me desenvolver como artista dentro de outras mídias, como a  pintura de murais e de telas. A longo prazo… quem sabe um dia eu estude Artes Visuais  dentro da academia, como não tive coragem lá atrás. Dessa última parte não tenho certeza,  vou deixar o tempo me contar. O que sei é que quero estar desenhando, cada vez mais  mergulhada no mundo das artes. 


A trajetória da Renata me inspirou a ponto de acabar o texto eu continuar a pesquisa sobre todas as citações dela no texto.

Histórias boas são assim, aprendemos ao ler e dão continuidade após finalizar a leitura.

Aposto que desse texto você levará muito mais para você, não só uma história sobre sonhar e realizar, mas também uma motivação para estudar e se aprofundar na arte.

Obrigada Renata por abrir seu coração, trabalho e planos com o Tattoo2me.

Continuem acompanhando o trabalho da Renata aqui:

Instagram: @renata.lembo
Local: Estúdio privado no centro de São Paulo – Estúdio próximo à estação República.
Whatsapp (11) 966616-2320
Canal no telegram t.me/renatalembo


Matérias recentes

Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Decoração de Natal para dois – Parte 1

Quando começar a decoração de Natal? O que colocar na decoração de Natal? E para uma família de duas pessoas?

Tatuadores e Tatuadoras em Recife

Tatuadores e tatuadoras em Recife: Nessa lista você irá descobrir artistas para fazer sua próxima tatuagem em Pernambuco!

Estratégias de marketing para 2022

Estratégias de marketing para 2022: Quero que você respire e se sinta preparado para o próximo ano!

Publicidade

Mais Populares

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

Significado da tatuagem de Lobo

Conheça o significado da tatuagem de lobo e veja mais de 30 inspirações de tatuagens desse animal que chama tanto a nossa atenção e está presente em tantas histórias.

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.