A geometria encontra o realismo: conheça o artista Felipe Fernandes

Descubra como Felipe Fernandes tem deixado sua marca na cena da arte com composições únicas que unem a geometria e a história de seus clientes.

-

Felipe Fernandes está deixando sua marca na cena da tatuagem, com composições únicas que unem a criatividade e a história de seus clientes.

Nesta matéria você vai conhecer a trajetória do artista Felipe Fernandes, que está ganhando destaque no universo da tatuagem com suas criações fantásticas e cheias de elementos do sketch, mini realismo e da geometria.

Com quatro anos de experiência na tatuagem, Felipe é de São Paulo e já se destaca pelo seu estilo de criações com muita técnica e personalidade.

Em primeiro lugar, seu diferencial é sempre aplicar uma abordagem singular para cada história que é tatuada na pele das pessoas que o procuram.

Contudo, não é difícil se encantar com o trabalho do Felipe Fernandes na tatuagem, já que suas artes carregam detalhes e texturas que prendem a nossa atenção.

Agora, te convido a conhecer o artista Felipe Fernandes, através de suas próprias palavras.

Confira a entrevista!

Felipe Fernandes – @felipe.garagemtattoo

Descoberta da paixão pela tatuagem

Felipe conta como descobriu sua paixão pela tatuagem e como decidiu mudar de carreira. Diferente de muitos que desenham desde sempre, Felipe nunca foi de ficar rabiscando cadernos, paredes, etc. Ele cresceu em um ambiente de cozinha e foi estudar gastronomia depois de terminar a escola, trabalhando em diversas áreas dentro dessa profissão.

Como você começou a tatuar? Fale sobre sua história e como você descobriu sua paixão pela tatuagem.

Felipe: Diferente de muitos que conheço que desenham desde sempre, eu nunca fui de ficar rabiscando cadernos, paredes, etc.

Cresci em um ambiente de cozinha, meu avô tinha um restaurante. Quando terminei a escola, fui fazer gastronomia, fiquei na área de 2014 a 2017.

Ao longo desses anos fiz de tudo, trabalhei em Navio Cruzeiro fora do país, coordenei um evento para quase 800 pessoas, fui Chef de cozinha e também lavador de pratos.

Conclusão, sempre trabalhei muito, até que em 2017 cansei dessa vida. Vi que estava trabalhando pelo sonho de outra pessoa, decidi ir atrás dos meus sonhos, fui fazer um curso de barbeiro.

Foi aí que uma coisa mudou: tive INDEPENDÊNCIA.

Reviravolta em sua vida profissional

Felipe: Larguei o emprego de CLT para trabalhar em um salão ao lado do meu último emprego.

Sem cliente nenhum, cheguei a fazer R$15,00 em uma semana, mas fui levando, buscando clientes na rua, foi assim que consegui uma clientela boa.

Até que no mesmo ano consegui abrir meu próprio espaço, nele fiz uma cartela de 200 clientes. 

O nome da barbearia: “GARAGEM BARBER CLUB”, nome que fiquei apelidado e virou quase um sobrenome. 

Após 1 ano, foi fazendo a sobrancelha da minha sogra na navalha que ela vira para mim e diz: “Sua mão é muito leve, você seria um bom tatuador.” 

Apenas isso!

Amanda, minha esposa, é a pessoa que está comigo em toda a minha caminhada, devo tudo o que tenho a ela.

Ela me falava que eu tinha uma visão muito boa de perspectiva, isso acendeu algo na minha cabeça e fui atrás de cursos. 

Quando vi o preço de um curso, desanimei, fiquei só no papel fazendo uns desenhos para ver se era isso mesmo que queria para mim e se eu tinha, sei lá, um “dom”. 

Até que um amigo me disse para comprar um kit de tattoo e começar a treinar, pegar umas cobaias e ir fazendo. 

Na mesma semana comprei o kit e vi alguns vídeos na internet sobre como montava uma máquina e como funcionava. 

Enfim, a máquina chegou em uma sexta feira. No mesmo dia comecei a treinar em uma pele artificial que veio junto e a partir disso fiquei treinando.

Ou seja, Felipe se encontrou na arte e hoje realiza projetos fantásticos, como esses:

Felipe conta sobre como foi sua primeira experiência em tatuar em pele humana, que ocorreu logo após iniciar seus treinamentos com um kit de tatuagem. Surpreendido com a proposta da esposa Amanda, que se ofereceu como cobaia, Felipe escolheu um desenho simples, uma flecha, e com a mão tremendo iniciou a tatuagem. Para sua surpresa, tudo correu bem e no dia seguinte ele tatuou a si mesmo. Essa primeira experiência o motivou a continuar a se aprimorar e a tatuar cada vez mais, até se tornar um profissional respeitado e com uma clientela fiel.

Qual foi a sua primeira tatuagem? Fale sobre a experiência e como ela ajudou a moldar seu estilo de tatuagem.

Felipe: Minha primeira tatuagem em pele humana foi nessa mesma sexta-feira. Depois de treinar por 1 hora, a Amanda vira para mim e diz: “Faz uma em mim!”

Eu falei que ela estava doida, mas concordei, perguntei o que ela queria.
Ela responde com: “Sei lá, escolhe aí!”

E eu me perguntava, qual cagada eu ia fazer na pele da Amanda? Risos

Pensei e fomos de flecha! Exatamente, uma linha reta, coisa que muitos apanham até hoje para fazer.

Mas fiz, comecei com a mão tremendo, respirei fundo e deu tudo certo.

No dia seguinte fiz uma em mim mesmo (porque não né?!) e na segunda, a Amanda já tinha conseguido um cliente para fazer minha primeira tattoo cobrando por isso. 

Desse dia em diante eu nunca mais parei. 

“Hoje respiro arte, acordo pensando em arte, vejo arte em tudo. Então pensando na minha primeira tattoo que foi uma linha reta, e ver o estilo que faço hoje, que são traçOS retos e precisos, acho que ali já foi um sinal do que estava por vir.”

Felipe Fernandes

Quais são suas principais influências e inspirações? Compartilhe os artistas, músicos, filmes, livros ou qualquer outra coisa que te inspire na arte da tatuagem.

Felipe: Hoje minha referência é a vida, e tudo nela, desde quando acordo, vou para o estúdio ou para minha cidade natal, eu estou pensando em arte, o que pode virar arte, o que posso utilizar para criar um projeto. 

Filmes eu assisto várias vezes ao mesmo. Sempre encontro algo que não percebi na primeira vez, isso para mim são como as coisas do dia a dia.

Às vezes, se mudarmos a rota do caminho até o trabalho, vemos coisas diferentes, coisas que não estavam ali, e tudo é arte.

Na minha carreira como tatuador, vários artistas foram minha inspiração, desde o tatuador que fez minha primeira tatuagem, como tatuadores de neotrad, realismo, mini realismo, sketch, geométricos, artistas nacionais e gringos.

Como você define seu estilo de tatuagem? Fale sobre o que o diferencia dos outros tatuadores e quais são os elementos mais importantes do seu trabalho.

Felipe: É difícil pensar em um nome, talvez uma personalização geométrica baseada em histórias.

Hoje meus clientes levam um pedacinho deles na pele, carregam suas histórias, conquistas, realizações, saudades, ou um simples tema que agrada de uma forma única.

“Hoje permito colocar minha alma em cada projeto, coloco meus sentimentos. Meu tempo de criação em cada projeto pode levar até 6 horas.”

Felipe Fernandes

Mas o que eu gosto e que acho um diferencial, é a anatomia.

Vejo muitos artistas que não se preocupam com a anatomia, com o encaixe, para onde essa arte pode te levar, e ficam presos em um espaço predefinido, que engessam a tatuagem na maioria das vezes. 

Felipe Fernandes fala sobre como incorpora a história do cliente em suas tatuagens geométricas autorais e como seleciona as formas e linhas geométricas para cada tatuagem.

Ele explica que utiliza um formulário para coletar informações e referências do cliente, mas só começa a trabalhar na criação um dia antes da sessão, para se dedicar totalmente à história do cliente e ao projeto.

Ele também conta que possui uma grande biblioteca de referências que inclui fotos que ele mesmo tira, como de árvores e plantas, para criar novas formas e linhas geométricas.

Como você incorpora a história do cliente em suas tatuagens geométricas autorais?

Felipe: Hoje com todo o trabalho de Instagram que realizamos, deixamos bem claro como funciona todo o processo.

Através de um formulário o cliente conta resumidamente a ideia e o local do projeto, para orçamento apenas. Assim que acertamos tudo, o cliente nos envia textos, images de referências e até pdf como apresentações dos projetos que facilitam essa criação.

Porém eu não vejo nada antes do dia da criação, que sempre faço 1 dia antes do horário dele. Aí sim eu sento, leio tudo para não confundir as histórias, e me dedico 200% naquela história e projeto, sempre trazendo linhas e geometrias.

Como você seleciona as formas e linhas geométricas para cada tatuagem que cria?

Felipe: Com um acervo grande que é a internet hoje, sempre busco minhas referências e salvo tudo que vejo.

 Então tenho uma biblioteca gigante de referências que utilizo, desde uma foto de um barco que tirei, até uma planta que vi no cerrado em uma viagem que fiz, árvores… estou sempre em busca de algo novo, então utilizo fotos que tiro de árvores para a criação.

Continue nessa entrevista se surpreendendo com as habilidades do tatuador Felipe!

Quando se trata de ajudar os clientes a escolher o design perfeito para representar suas histórias, Felipe não brinca em serviço.

Com sua grande preocupação com a anatomia, ele pensa em cada detalhe para que a tatuagem fique perfeitamente encaixada no corpo e local desejado pelo cliente.

Felipe já chegou a deixar de atender um cliente quando o estilo da tatuagem não combinava com o encaixe que ele imaginava que ficaria bom.

Além disso, Felipe é um verdadeiro mestre em tatuagens geométricas e prova disso foi o projeto DIVINA COMÉDIA, para um professor da USP de literatura. Um projeto desafiador que exigiu que Felipe estudasse o livro por quase uma semana, lendo resumos, assistindo vídeos e entrevistas com especialistas.

Mas o resultado final foi simplesmente incrível e Felipe terminou exausto, mas aliviado e extremamente satisfeito. Leia mais para saber mais sobre suas habilidades!

Como você ajuda seus clientes a decidir o design da tatuagem que melhor representa sua história?

Felipe: Como no meu trabalho eu observo muito a anatomia, eu sempre penso no que melhor irá encaixar de acordo com o corpo e local desejado do cliente e eles amam a estética que fica no corpo.

Já deixei de atender cliente por não atender o estilo de encaixe que eu acreditaria que ficaria bom.

Qual foi a tatuagem geométrica mais desafiadora que você já criou para um cliente?

Felipe: Quando leio essa pergunta uma arte vem direto na minha mente, o projeto DIVINA COMÉDIA, para um professor da USP de literatura, que queria fechar o braço externo com esse tema. 

É aí que vem o desafio, como vou fazer isso?! 

Não fazia a mínima ideia, mas vamos embora, eu estudei esse livro por quase uma semana, lia resumos, vídeos, entrevistas com especialistas, até que quando ele chegou no estúdio eu praticamente sabia mais que ele sobre o tema! Risos.

Foi um projeto de 2 dias, por se tratar da viagem de um homem pelo inferno, purgatório e céu.

Um tema pesado, lembro que quando terminou eu estava tão esgotado mentalmente, mas me veio um alívio na hora, de ter terminado.

Este foi um projeto incrível.

Ele menciona que infelizmente há o risco de cópias, mas acredita que seus projetos são tão pessoais e únicos que, mesmo que sejam copiados, ainda carregam consigo uma história pessoal.

Ele cita um exemplo de uma arte que foi plagiada, inclusive com o texto da legenda que ele havia escrito para o cliente.

Como você garante que cada tatuagem que você cria seja única e autêntica para o cliente?

Felipe: Infelizmente com o mundo cheio de cópias não pode se garantir que ninguém irá copiar o projeto, como já fizeram. 

Mas sabe, meus projetos são tão únicos e pessoais, que quando a pessoa copia ela está colocando no corpo dela um pedaço da história pessoal de alguém. 

Outro dia tive uma arte copiada que a pessoa plagiou até o texto que meu cliente enviou para a criação do projeto e eu coloquei de legenda da foto.

“Cada projeto meu é único, as vezes trago simbologias ou um elemento similar, mas no tema principal e contexto cada arte é única”

Felipe Fernandes

Veja o depoimento de alguns clientes do Felipe sobre seu trabalho:

Você tem alguma preferência por trabalhar com tatuagens geométricas em um estilo específico?

Felipe: Nos meus projetos, sempre trago linhas e geometrias, elementos principais de trabalho e 2 estilos que adaptei para meu jeito de tatuar.

Tendo em vista que, fora os Workshops que fiz, aprendi a tatuar sozinho, tipo autodidata.

Fiz um curso de tattoo depois de 1 ano já tatuando, quando terminei o curso me chamaram para dar aula, mas minha questão financeira e o fato de que eu não morava em São Paulo ainda na época, tornou inviável.

“Nos meus projetos sempre trabalho o sketch e mini realismo, como elementos principais, mas adaptados trazendo um pouco de identidade pessoal, que conquistei ao longo do tempo e aprendizado”

Felipe Fernandes
Projeto lindo por Felipe Fernandes – @felipe.garagemtattoo

Como você lida com clientes que desejam uma tatuagem geométrica, mas não têm ideia de como querem que ela seja?

Felipe: Para falar a verdade esse é o meu público, muitos, quase todos só soltam as ideias na minha mão, o local que pensam e eu sempre falo que não preciso de mais nada.

Se você me der um tema  e um local do corpo, tenho certeza que consigo criar um projeto surreal para você.

Meu trabalho é esse, pensar, em questão de encaixe, estética e layout.

Quais são as suas maiores conquistas que você recebeu na sua carreira de tatuador?

Felipe: Hoje com 4 anos conquistei muita coisa, principalmente a liberdade e independência, um pequeno espaço nessa profissão tão valorizada e incrível (claro que quero ainda mais). 

Na questão material, conquistei minha casa, meu carro zero e hoje estou realizando um sonho, ter um estúdio com vários tatuadores, junto com uma galeria de arte com meu Ateliê, um lugar que respira arte.

Como você se mantém atualizado com as novas tendências e tecnologias na tatuagem?

Felipe: O tempo que não estou criando arte, ou tatuando, pintando estou buscando inspirações e tendências, informações, das mais banais até as mais importantes do mercado, e do mundo.

Sempre trazendo tudo para o meu dia a dia.

Desafios mentais e paixão pela arte:

Qual é a parte mais desafiadora do seu trabalho? Fale sobre como você supera os desafios e mantém a paixão pela tatuagem.

Felipe: O cansaço mental, esse é o principal desafio.
Chegar depois de um dia inteiro de trabalho e ter disposição de criar o projeto do dia seguinte, como hoje por exemplo, escrevendo esse e-mail mas pensando que ao terminar tenho que criar o projeto de amanhã.

Mas sabe, cada vez que termino eu sinto um prazer enorme e uma ansiedade que me acompanha para colocar esse projeto na pele.

Então a paixão vem daí, do finalizado, da obra concluída, toda vez que eu tenho um tempinho de um dia livre e vejo que estou com muita coisa na cabeça, eu tento ir para a praia. Não ligo de entrar no mar, mas gosto do que o mar me traz: inspiração e vontade de criar.

O que faz eu me distrair são games, filmes, séries, e músicas, que não podem faltar no dia a dia.

“Hoje eu respiro arte.”

Felipe Fernandes

Planos do artista:

Felipe compartilha seus planos e objetivos para o futuro como tatuador. Ele reconhece que está em um bom lugar na carreira, mas está buscando evoluir seu espaço e abrir oportunidades para outros tatuadores. Além disso, seu objetivo é ser reconhecido e deixar sua marca na história da tatuagem, e talvez até mesmo fazer uma temporada no exterior.

Por fim, quais são seus planos e objetivos para o futuro? Fale sobre seus projetos na carreira de tatuador e como você planeja alcançá-los.

Felipe: Hoje observando pelo que já passei, sei que estou em um lugar que muita gente com anos de profissão deseja.

Mas sabe, abrindo esse espaço com mais tatuadores, será uma nova experiência. 

No momento estou buscando a evolução desse espaço, mas no futuro quero ser reconhecido, colocar meu nome na história da tatuagem, e talvez alguma temporada fora do país, será incrível! 

O artista Felipe Fernandes – @felipe.garagemtattoo

Felipe, muito obrigada pela entrevista!

Espero que tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre o trabalho e trajetória do tatuador Felipe.

Com sua habilidade de observar a anatomia e a estética do corpo, ele ajuda seus clientes a escolherem o design que melhor representa sua história. Além disso, ele é um profissional que se dedica a estudar e a se aprimorar para oferecer sempre o melhor aos seus clientes.

Foi muito interessante conhecer a história por trás da tatuagem “Divina Comédia” e ver como Felipe se dedicou a estudar o tema para criar uma arte única e incrível.

Com toda essa dedicação e paixão pelo seu trabalho, não é à toa que Felipe é tão reconhecido na área e que deseja deixar sua marca na história da tatuagem.

Desejamos muito sucesso em sua carreira e que continue inspirando outros profissionais a buscar sempre a excelência em suas áreas de atuação.

Obrigada por compartilhar sua história conosco, Felipe!

Instagram: https://www.instagram.com/felipe.garagemtattoo/
Felipe Fernandes
atende em São Paulo, Vila Olímpia.

Gostou dessa entrevista?

Agora leia outras histórias inspiradoras aqui no Blog do Tattoo2me!

Até a próxima matéria!

Nicole Ognibeni
Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Collab com o tattoo2me: Saiba tudo para fazer posts de sucesso em colaboração com o tattoo2me

Coisas importantes e muito sinceras para você que vai fazer collab com o tattoo2me:

Kessy Borges: Uma Estrela Brilhante no Universo da Tatuagem

Uma Viagem Artística da Tatuagem do Espírito Santo para o resto do Mundo

O Básico que você precisa fazer no seu instagram como tatuador ou tatuadora:

Sua arte merece ser vista e valorizada, então vamos cuidar dessa vitrine com o carinho que ela merece, combinado?

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.