Hendy Gaia: do interior do Pará pro Mundo

Artista determinada e corajosa, Hendy saiu do interior do Pará para criar artes incríveis na maior cidade do Brasil.

-

Artista determinada e corajosa, Hendy saiu do interior do Pará para criar artes incríveis na maior cidade do Brasil, em São Paulo.

A artista foi convidada para essa entrevista está num momento de muita ascendência e sucesso de sua carreira, trabalhou em estúdios respeitados, participou e foi premiada na maior convenção de tatuagem seu estado Natal. Mas ela não para por aí, seus planos atravessam as fronteiras do país.

Estudo e disciplina caminham lado a lado na história da artista, e nesse texto você irá conhecer melhor a trajetória da artista.

Boa leitura:

Comecei nossa conversa perguntando quando se tornou tatuadora e o que motivou ela entrar para a arte:

@hendygaia

Quando decidiu que seu caminho era a arte da tatuagem?

“Vou começar do começo como cheguei aqui. Com 14 anos, no interior do Pará não existia nenhum adolescente como eu numa cidade que só se tem acesso fluvialmente, praticamente uma ilha. Lá, meu primo era o único tatuador na cidade, e percebeu que eu era uma adolescente um pouco deslocada e decidiu me ajudar a me encontrar um pouco, me ofereceu um pequeno trabalho no estúdio como limpar e manter as coisas organizadas e ele me ajudaria com um valor simbólico para comprar posters e cds das minhas bandas preferidas, música foi o motivo principal que me levou pra dentro de um estúdio de tatuagem sim, eu só não sabia que meu amor por tatuagem viria se tornar muito maior que meu amor por música.

DEPOIS DA ESCOLA ERA ONDE VOCÊ IRIA ME ENCONTRAR, SENTADA NUM ESTÚDIO DE TATUAGEM ASSISTINDO VARIAS E VÁRIAS SESSÕES, LENDO REVISTAS SOBRE TATUAGEM, E FOI ASSIM DURANTE 3 ANOS.

Para nossa sorte, Hendy não quis outra vida, e decidiu que era isso que gostaria fazer, e despertou a vontade de tatuar:

O Despertar na tatuagem:

“Apesar de conhecer tatuagem desde muito nova, o despertar em começar em tatuar veio em alguns anos depois, no começo dos meus 17 anos, quando pela primeira vez fui encorajada a testar pelo menos uma vez manusear uma máquina de tatuagem. Sempre fui uma criança que gosta de aprender. Fiquei obcecada, tatuagem era tudo o que eu pensava, mas sabia que, no interior do Pará só havia até uma certa quantidade de conhecimento que eu poderia absorver.”

“EU QUERIA MAIS, COM 18 ANOS RESOLVI VIR PRA SÃO PAULO, A MAIOR CIDADE DO BRASIL, SOZINHA, APRENDER A TATUAR, ME ENCONTRAR, E FOI QUANDO EU NÃO ERA MAIS APENAS UMA ADOLESCENTE DESLOCADA NUMA CIDADE RIBEIRINHA, A TATUAGEM ME ABRAÇOU.”

@hendygaia

Qual estilo você escolheu para se aprofundar?

“O Old School/Tradicional sempre foi meu brilho nos olhos, desde o começo foi o que eu mais me interessei, todas as histórias, tudo era fascinante para mim. No processo de me tornar uma tatuadora morando sozinha, me exigiu muito sacrifícios e dedicação, e eu faria todos eles de novo para conhecer as pessoas que eu conheci, e trabalhar nos estúdios que trabalhei. Achar uma assinatura própria no tradicional é algo bem desafiador, considerando que é um dos estilos mais antigos na cultura da tatuagem.”

O que te dá um calorzinho no coração ao lembrar nessa trajetória no início da sua carreira?

“Me faz feliz olhar para trás hoje e ver que alcancei, tudo o que sonhei como aprendiz, trabalhei em estúdios que sempre quis, com pessoas que serão sempre referências para mim. Fui premiada muito jovem em 2019 em uma convenção no meu estado, que significou muito para mim.

Não há nada mais importante do que meu trabalho e como isso me conecta com as pessoas e com o mundo.”

TRABALHAR COM TATUAGEM ME ENSINA ALGO NOVO TODOS OS DIAS, SOBRE PESSOAS, EMPATIA, AMIZADES, DIFICULDADES, E MINHA GRATIDÃO É IMENSA, POIS ISSO COMO A TATUAGEM É CONECTA É UMA FONTE INESGOTÁVEL DE COISAS NOVAS EM CADA SER HUMANO.

Quem foi a pessoa que mais te deu apoio nessa caminhada?

“Quem mais me apoiou nisso por mais difícil que seja dizer, foi eu mesma. Não ter me deixado abalar e ir contra todos os julgamentos e amarras sociais do estigma que era, e ainda é ser mulher e trabalhar com tatuagem. Muitas coisas deram errado no meio do caminho, trilhar a tatuagem não é fácil, me agarrei em todas as coisas boas e não desisti.”

“A TATTOO ME DEU TUDO QUE EU TENHO, PORQUE EU DOU TODO MEU MELHOR POR ELA DIARIAMENTE.”

@hendygaia

Qual foi o momento mais marcante na história da sua carreira até hoje?

“Um momento de muita felicidade depois de estudar e me tornar tatuadora profissional em São Paulo foi quando retornei ao meu estado para participar da convenção Tattoo Day Pará edição 2019 e fui premiada em duas categorias no mesmo dia, 1º Lugar na Categoria Tradicional e recebi também o troféu de Melhor do Evento. Foi surpreendente e inesquecível voltar ao estado onde minha paixão por tatuagem nasceu dessa maneira.

Outro momento que eu guardo no coração é certamente o dia que a Bruna Yonashiro me chamou pra trabalhar no Wild Love, e eu só tinha apenas 3 anos tatuando e estava indo trabalhar com as  pessoas foram minhas maiores referências no brasil, como: Fernanda Luz, Juliana Odett, Vitor Gedha e Thiago Teixeira.

O tempo que passei no Wild e o convite para trabalhar é algo que sempre guardarei comigo, e foi a primeira vez que senti passionalmente que eu estava encontrando meu lugar.”

Como você descreve a seu processo criativo?

Confuso, caótico e lento.

“Normalmente a noite eu faço um leve sketch da ideia e durmo pensando nela, sinto que desenhar no dia da sessão exige que eu dê o melhor de mim, pessoalmente eu me conecto melhor com o cliente e consigo entender melhor de onde vem as referências que ele me enviou.

É difícil para mim, tatuar algo que eu não acredite que seja o melhor para essa pessoa, tatuagem é algo tão sério, eu sempre expresso meu ponto de vista, é gratificante pra mim, ver que meus clientes escutam a minha opinião profissional.

Outra coisa no meu processo é tentar quebrar essa automatização do atendimento de que existe uma barreira entre você e o cliente, quanto mais robotizado meu atendimento durante o processo de orçamento menos rendimento eu tenho, tento fazer com que mais humanizado e mostrar um pouco da minha personalidade, quebrar esse ciclo de respostas prontas é algo que aprecio e também uma troca justa com seu cliente.

Ele está ali te entregando um sentimento, o mínimo de mim, é que eu dê um pouco do meu coração também naquele trabalho. Todos os meus amigos que trabalham comigo nunca sabem dizer quando a pessoa é um cliente ou o meu amigo próximo, adoro essa dinâmica, e acredito que essa troca esteja muito ligada em como alcancei tudo que sonhei em tão pouco tempo.”

Quem inspira você na tatuagem e na pintura?

Meus amigos antes de tudo. Não há ninguém quem possa te inspirar mais do que as pessoas que trabalham com você diariamente, e trocam conhecimento com você todos os dias. Toda evolução artística está diretamente ligada às pessoas que você tem ao seu redor e da sua vontade de crescer, claro que esses círculos irão mudar, mas também pense todas às vezes que você mudar para outro estúdio as pessoas que estão lá devem ser as que vão inspirar mais em todo tempo que estiverem trabalhando juntos. Na minha perspectiva ninguém chega lugar nenhum sozinho, e eu apreciei muito todas as pessoas que cruzaram comigo na minha carreira até agora, e aprecie e se inspire principalmente nas pessoas que você tem ao redor naquele momento.

Quem são os seus clientes? Como são os hábitos dos clientes o que eles mais conversam com você?

“São jovens, com pensamento crítico e político, que estão ocupando seus espaços na sociedade. Em sua maioria estão ligados a movimentos culturais, gostam de ir a shows, exposições e manifestações.

Conversamos sobre suas histórias de vida, compartilhamos posicionamentos sobre o atual momento do país.

Uma sessão de tatuagem também pode ser quase uma sessão de terapia, trocamos experiências e conselhos, percebo que meu público é muito atento à saúde mental, especialmente dois da pandemia. Viver isso é incrível, tem dias que você escuta mais, outros que você fala mais.”

“ACREDITO QUE A TATUAGEM TEM UM GRANDE VALOR QUANDO FALAMOS SOBRE SAÚDE MENTAL, É UMA EXPRESSÃO, UM SENTIMENTO, ALGO QUE FAZ COM QUE VOCÊ SE SINTA BEM COM VOCÊ MESMO, OU ATÉ ALGO QUE FAÇA VOCÊ SE APROXIMAR MAIS DE QUEM VOCÊ É.”

@hendygaia

Tatuagem é sobre histórias e registrar momentos, perguntei para Hendy se alguma arte marcou em sua trajetória:

Qual foi a história mais bonita que tatuou?

“Recentemente fiz a tatuagem de um retrato de sua avó para uma cliente que queria homenagear sua avó em vida, e essa foi minha tatuagem e reação preferida de todos os tempos.

Recebi vídeos de quão emocionada ela ficou e disse que a tatuagem ficou até mais bonita que ela!

O que é claramente uma doçura, eu apenas reproduzi a sua beleza na pele.”

“HOMENAGEAR AS PESSOAS QUE VOCÊ AMA QUANDO ELAS PARTEM É UM GESTO BELÍSSIMO E PRECIOSO, MAS HOMENAGEAR ALGUÉM QUE VOCÊ AMA EM VIDA É INIGUALÁVEL, ESSA TATUAGEM SIGNIFICOU MUITO PARA MIM.”

Quais são as tatuagens que mais procuram você para fazer?

“Tradicional é o que eu mais faço, mas acredito que o meu trabalho não comum, eu tendo a usar preto e sombras mais sólidas e usando muito mais a pele limpa como a luz no desenho. Acredito que a legibilidade desses trabalhos são o que meus clientes mais buscam, mesmo após anos cicatrizados as tatuagens parecem recém-feitas e se destacam!”

E agora, você leitor, com certeza quer saber onde encontrar a Hendy e agendar uma arte com ela. A boa notícia, ou melhor, a ótima notícia, é que a artista pensa em conhecer e tatuar em novos lugares. Siga ela no instagram para não perder os próximos lugares que ela estará: @hendygaia.

Sobre o futuro:

“Continuar me desenvolvendo como artista e pessoa, aperfeiçoando as minhas técnicas e fazendo e ajudando o crescimento o senso que a comunidade tem se tornado nos últimos anos mais e mais. Abrir mais espaço para inclusão, diversidade e pautas sócias na tatuagem é algo que venho trabalhando a um tempo.

Viajar o mundo com meu trabalho conhecendo outros artistas e culturas. Recebi convites para trabalhar em países da Europa e nos Estados Unidos, então quem sabe o que vem por aí?!”

@hendygaia

Para conhecer mais o trabalho da Hendy, vem cá:

Instagram: https://www.instagram.com/hendygaia/
Ela está em São Paulo, e logo estará por esse mundão ai, acompanhe!


Amei conversar com a Hendy e trazer essa entrevista para o Blog do Tattoo2me.

Artistas como a Hendy motivam quem está começando e quem não acredita que é capaz de mudar o mundo!

A Hendy me contou em off que na pandemia aprendeu a falar e escrever inglês, sozinha, ela aproveitou o tempo ocioso da quarentena para o estudo.

Ela é determinada e chegará muito mais longe. Uma inspiração para todos nós!

Obrigada Hendy pela entrevista <3

Leia mais sobre a Hendy aqui: https://www.terra.com.br/noticias/industria-da-tatuagem-cresceu-no-periodo-da-pandemia,2b6f544558f367a983d2a584186328efp4et1dq5.html


Matérias recentes

Nicole Ognibenihttps://tattoo2me.com
Jornalista apaixonada por novos sabores, tatuagens, viagens e animais. Vem pro meu mundo: @nicole.ognibeni / blog.tattoo2me.com

Mais desse autor

Mais Recentes

Debby Mota: Um corpo livre em constante movimento

Conheça Debby Mota, artista especialista em artes afro e indígenas.

A Ciência por trás do processo de tatuar

Como o pigmento é um corpo estranho para o nosso organismo, ele pode causar reação alérgica ou não, saiba mais aqui!

Lugares mais doloridos do corpo

Os níveis de dores podem ser diferentes para cada organismo, leia mais aqui!

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.