Piercing microdermal: o que é? Onde pode ser usado?

-

Curitiba, 14 de agosto de 2023, escrito por Gilson Rodrigues. Afinal, o que é um piercing microdermal? Para começo de conversa, um piercing microdermal é uma forma de modificação corporal que envolve a inserção de um pequeno objeto de metal sob a pele.

Mas, se isso lhe soa um pouco assustador, mantenha a calma! Neste artigo, iremos explicar tudo o que você precisa saber sobre piercing microdermal.

Você precisa saber primeiro que o piercing microdermal é diferente do tradicional. Ele não tem uma saída, fica apenas uma parte exposta na superfície da pele.

Pode ser colocado em quase qualquer lugar do corpo, tornando-se um meio excepcionalmente versátil de expressão pessoal.

Mas também precisa de cuidados especiais para evitar problemas de saúde. Isso não soa tão aterrorizante, certo?

Para isso, iremos discutir todo o processo de inserção, os cuidados e várias outras informações relevantes. Então, sem mais delongas, vamos ao que importa!

O que é piercing microdermal?

O piercing microdermal, também conhecido como dermal anchor ou single-point piercing, é uma forma de modificação corporal que envolve a inserção de uma pequena peça de joalheria sob a pele.

Mas, diferente do piercing tradicional que atravessa duas camadas de pele, o microdermal se ancora em um único ponto.

A joia que se deve utilizar consiste geralmente em duas partes: a âncora, que se deve inserir sob a pele e permanece oculta, e o topo decorativo, que é visível na superfície da pele.

Os topos decorativos são removíveis e intercambiáveis, permitindo ao usuário mudar sua aparência de acordo com o desejo.

Qual é a origem do piercing microdermal?

A realidade é que os piercings microdermais são relativamente recentes na história da modificação corporal.

Afinal de contas, eles surgiram no início dos anos 2000 como uma alternativa aos piercings de superfície que, na época, tinham uma alta taxa de rejeição e complicação.

Os primeiros piercings microdermais tinham uma forma bastante rudimentar, utilizando materiais não muito apropriados para a prática.

Mas, com o avanço da tecnologia, as joias para microdermais passaram a ser de materiais mais biocompatíveis, como o titânio, diminuindo os riscos de rejeição e infecção.

Como é o procedimento de inserção do piercing microdermal?

Conhecer o processo para colocar o piercing microdermal é fundamental, haja vista que essa é uma maneira de garantir a inserção correta.

Abaixo, iremos detalhar todo o passo a passo.

Primeira etapa: Marcação

Para a inserção de um piercing microdermal, a primeira etapa é a marcação do local onde irá inserir o piercing.

Porém, é crucial que o profissional e o cliente estejam de acordo com a localização exata do piercing, também.

Segunda etapa: Perfuração

Uma vez que se define o local em questão, o próximo passo é perfurar com uma agulha dermal mais específica.

Trata-se de um procedimento um tanto delicado, sendo que apenas um profissional experiente deve fazer, até mesmo para evitar danos ao tecido circundante.

Terceira etapa: Inserção da joia

Após a perfuração, basta inserir a âncora do piercing microdermal no orifício em questão.

O profissional deve garantir que a joia esteja firmemente ancorada para evitar a possibilidade de migração ou rejeição.

Quais são os cuidados necessários que devo tomar com o piercing microdermal?

Como qualquer forma de modificação corporal, como a tatuagem, o piercing microdermal requer cuidados pós-procedimento para curar da maneira adequada.

Isso inclui limpeza regular com solução salina, evitar contato físico direto (especialmente durante os primeiros dias), e evitar exposição ao sol ou à água do mar ou piscina durante o processo de cicatrização.

Apesar de sua aparência única e atraente, é essencial lembrar que os piercings microdermais são um compromisso sério.

Eles podem levar de três a seis meses para cicatrizar totalmente e requerem cuidados constantes para manter sua aparência e saúde.

Onde posso usar o piercing microdermal?

A verdade é que você pode colocar o piercing microdermal em todas as partes do corpo em que exista pele para acomodar a âncora.

No entanto, a viabilidade e a taxa de sucesso podem variar dependendo da localização escolhida. Isso quer dizer que existem algumas áreas que podem se tornar mais propensas a certos problemas.

Mas, para que você entenda ainda melhor sobre o assunto, abaixo iremos mostrar alguns dos locais mais populares para usar o piercing microdermal.

Maçãs do rosto

Quando o assunto é piercing microdermal, logo a grande maioria das pessoas remete às maçãs do rosto, uma vez que de fato é o local mais comum para se fazer.

O mais interessante é que, ao colocar nas maçãs do rosto, o piercing é capaz de imitar a aparência de um piercing de bochecha, mas com menos complicações e tempo de cicatrização.

Sendo assim, acaba se tornando uma boa escolha para aquelas pessoas que não querem ter tanto problema com cicatrização.

Testa

Piercings microdermais na testa podem ser bastante úteis para criar uma aparência de “terceiro olho”, por exemplo.

Além disso, ainda é possível alinhar de uma forma que crie um design um pouco mais complexo e único, também.

O único grande problema de colocar piercing microdermal na testa é devido ao fato de existir maior propensão à irritação, haja vista que é um local que costuma transpirar bastante.

Peito e clavícula

Piercings microdermais ao redor da área do peito ou da clavícula podem ser bem interessantes para aqueles que querem criar um design atraente.

Fora isso, o piercing microdermal tanto no peito quanto na clavícula estão se tornando mais populares, atraindo um público mais jovem e irreverente.

Barriga

Piercings microdermais na barriga são uma alternativa ao piercing de umbigo tradicional. Portanto, é uma escolha para aqueles que não querem voltar tanto assim ao passado.

O piercing microdermal na barriga é um pouco mais popular, sendo que é possível inserir em qualquer região da área abdominal.

Mãos e dedos

No que se refere ao piercing microdermal para mãos e dedos, eles também são uma escolha interessante, mas que você deve manter um certo cuidado.

Dizemos isso porque essas áreas costumam ser mais suscetíveis à complicações devido à constante movimentação e ao potencial de ficarem presas na roupa e outros objetos.

Pés

Quer uma alternativa de piercing microdermal que seja um pouco mais distante do convencional? Então, que tal nos pés?

Os piercings microdermais também podem ser colocados nos pés, embora essa localização possa ser menos comum devido ao risco de irritação pelo uso de calçados.

Então, antes de fazer um piercing microdermal nos pés, procure conversar bastante com o profissional, para ter a certeza de que é o melhor a se fazer.

Nuca e costas

Piercings na nuca e nas costas podem criar um visual único, especialmente quando são feitos vários piercings para formar um design.

No entanto, essas áreas podem ser difíceis de cuidar devido à sua inacessibilidade.

Curtiu esse post? Compartilhe com amigos

Obrigado e até a próxima!

Para entrar em contato com a Visão Tattoo, visite o Instagram @visao_tattoo e envie uma mensagem direta para orçamentos, agendamentos e perguntas.

Gilson Rodrigues de Siqueira
Gilson Rodrigues de Siqueirahttps://visaotattoo.com.br/
Formado em enfermagem, pós graduado, palestrante em dependência química, diretor e proprietário da Brasil Emergências Médicas, Visão Tattoo e escritor nas horas vagas.

Mais desse autor

Mais Recentes

Como o UGC Está Transformando Marcas e Aproximando Corações

Explorando Caminhos Lucrativos: Como Produtoras de Conteúdo Monetizam UGC para Marcas

Victor Armero: Mestre das Sombras e Luzes no Universo da Tatuagem

Victor Armero transcende a definição de tatuador; ele é um visionário, cujas obras se tornaram referências no cenário da tatuagem contemporânea.

Desvendando o Poder dos Arquétipos nas Marcas: Estratégias para o Instagram

Como Utilizar Arquétipos Universais para Criar Conexões Profundas e Autênticas no Instagram

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.