A Geometria Sagrada de Arthur Eubank

Mandalas, Pontilhismo: O artista conta sobre como a tatuagem e a geometria traduzem energias.

-

Arthur Eubank é um daqueles artistas que todo bom amante da tatuagem deveria conhecer: Natural de Cuiabá, Mato Grosso, o artista faz pouso em Florianópolis, em Santa Catarina, mas roda por todo país mostrando suas artes, suas linhas e sua geometria sagrada.

“Comecei a tatuar em 2015, mas sempre me encantei por tatuagem. Quando eu era criança, acompanhava minha mãe nos estúdios de tatuagem e sempre ficava fascinado. Em 2015, conheci uma tatuadora que estava fechando meu braço, foi aí que me aproximei mais da tattoo. Peguei uma grande amizade com ela e foi aí que resolvi começar a tentar. Meu pai me repudiou quando comentei com ele que gostaria de ser tatuador. Ele era coronel e não levava fé que isso poderia dar frutos, dizia que eu passaria fome. Depois de muita insistência e uma longa conversa, ele resolveu me ajudar e emprestou o dinheiro pra comprar os materiais iniciais.”

Arthur conta que dois meses depois perdeu o pai e a perda que lhe deu força para continuar como tatuador.

“Usei a dor pra me aprofundar mais e mais nos estudos, usei como uma válvula de escape. Eu só conseguia pensar que não podia desistir, pois ele foi a última pessoa a acreditar em mim, mas quando acreditou e viu que era realmente aquilo que eu queria, ele me apoiou muito!
E atualmente a tatuagem me trouxe para Florianópolis e eu viajo para outros estados levando meu trabalho.”

O trabalho de Arthur está relacionada a geometria sagrada que, segundo o próprio artista, traduz a matemática do Universo.

“Segundo os conhecimentos mais antigos, tudo é formado de energias invisíveis. E a geometria sagrada materializa essa invisibilidade, por isso cada elemento geométrico tem a sua essência. Gosto muito de utilizar as mandalas nas minhas criações, que em sânscrito significa “círculo”, é o caminho: o que foi, o que é, e o que vai ser… Sempre que dou início a criação da mandala eu pergunto pro cliente um estado de espírito que ele sente, pra eu criar a mandala com uma intenção e um pensamento positivo energeticamente para que o caminho dessa pessoa seja abundante daquele sentimento interior desejado. Utilizo pontilhismo, linhas e, em alguns casos, uso sombra pra separar os planos de cada geometria por camadas.”

Além disso, o artista conta sobre a construção de cada tatuagem: Arthur tenta deixar o cliente o mais a vontade possível para que ele possa se sentir familiarizado e se abrir às ideias.

“Primeiramente eu tenho uma conversa com o cliente e tento absorver o que está se manifestando interiormente nessa pessoa, e tento materializar essa informação, traduzindo a energia dela através de elementos sagrados.”

Com todo esse processo, cada tatuagem produzida por Arthur Eubank é única e exclusiva para aquele cliente, aquela história.

“Eu acredito que a tatuagem vai muito além de um desenho bonito na pele. Ela precisa ter uma informação, e cada ser tem a sua própria luz que muitas vezes não é encontrada porque se limita a essência de outras pessoas. Precisamos explorar essa manifestação individual que cada pessoa tem e através da tatuagem, e desenho, podemos transparecer muitas informações, tanto é que o desenho foi o primeiro meio de comunicação humano: foram as artes rupestres, onde o ser humano se comunicava através de desenhos na parede das cavernas… “Uma imagem vale mais do que mil palavras!”
Não é mesmo?!”

Arte criada por Arthur Eubank

Não a arte por si só, mas todo processo de criação de Arthur tem seu diferencial:

“Talvez o meu diferencial vem da própria energia do cliente: meus projetos nunca saem igual porque eu sempre busco me aprofundar na essência de cada cliente, trazendo a tradução da manifestação de cada ser. Procuro explorar a anatomia da pessoa e trabalhar as peças geométricas respeitando as circunferências de cada corpo para que o desenho entre em harmonia com o local e fazer com que corpo e tatuagem “conversem”, usando a sequência fibonacci, fazendo com que os elementos fiquem agradáveis aos olhos de quem vê. A sequência fibonacci eu utilizo e observei que grandes arquitetos também usam pra seus projetos, aliás, várias designs se encaixam perfeitamente na sequência. Por exemplo, se eu vou fazer uma tatuagem no ante braço, sei que as dimensões do corpo são diferentes, então crio algo que encaixe naquele espaço, mas que fique modelado no corpo e visualmente agradável.”

Confira um pouquinho mais da Geometria Sagrada de Arthur Eubank:

Para acompanhar o trabalho do artista, acesse:

https://www.instagram.com/arthureubank/


Oi! Você ainda está aí? Não nos segue em nossas redes sociais?
Você não sabe o que está perdendo!

Faça a sua busca de estúdio em nosso site, tem transmissão ao vivo no nosso Instagram, tem muita inspiração de tattoo no nosso Facebook e no nosso Pinterest.
Ah, e se curtiu esse texto, clica nas palminhas para que nosso texto chegue à outras pessoas.

Avatar
Fernanda Moraeshttps://blog.tattoo2me.com
Editora no Tattoo2me Magazine. Mãe do Zion e Jornalista, às vezes. Cultura Periférica, Indústria Cultural e Tatuagem.

Mais desse autor

Mais Recentes

Tatuagem Ritualística: você sabe o que é?

O que você sabe sobre a tatuagem ritualística? Nessa matéria, vamos te explicar tudo sobre esse assunto e ainda te apresentamos alguns desses rituais.

Tatuagens na Costela: vem ver essas ideias!

As tatuagens na Costela não são novidade e causam até um certo arrepio por conta da dor, não é? Mas essas inspirações vão fazer você querer a sua tattoo agora mesmo!

Tatuagens no ombro: como não se apaixonar?

As tatuagens no ombro estão com tudo! É muita ideia e muita inspiração para quem ama tatuagem nessa área do corpo.

Publicidade

Mais Populares

Tatuagem e doação de sangue, tudo que você precisa saber.

Quem tem tatuagem pode doar sangue? Saiba tudo sobre a doação de sangue.

Como cuidar da cicatrização da tatuagem

Confira nossas dicas para garantir sua tatuagem perfeita.

30 tatuagens em homenagem as mães e filhos.

Aquela lista que você não pediu, mas fizemos para falar de amor incondicional: tatuagens em homenagem as mães e filhos!