Mitos e verdades de se tatuar no verão

Nesse texto falaremos sobre o que você precisa saber sobre tatuar nos meses do verão brasileiro, acompanhe:

-

Por Leo Neguin

Nesse texto falaremos sobre o que você precisa saber sobre tatuar nos meses do verão brasileiro, acompanhe:

É muito comum ver as pessoas dizendo que o verão não é uma boa época para se tatuar por se tratar do período mais quente do ano e que o inverno seria a melhor alternativa.

Porém, se considerarmos alguns fatores, veremos que, na prática, as coisas não são tão taxativas assim.

Para desenvolvermos uma boa linha de raciocínio sobre essa questão, vamos levantar os prós e contras de cada uma delas para chegarmos a uma conclusão.

Tatuar no inverno: prós e contras:

Photo by Erik Mclean from Pexels

Iniciando pelas épocas mais frias, apesar de no Brasil nós não termos um inverno tão rigoroso quanto o da Europa ou da América do Norte, algumas regiões apresentam uma queda maior na temperatura que as outras nesse período.

Seja como for, geralmente, é uma época em que as pessoas usam roupas mais pesadas e fechadas, as terminações nervosas estão mais apuradas e o metabolismo está um pouco mais acelerado para manter a temperatura do corpo.

Em outras palavras, por conta das roupas fechadas, o período do pós será um pouco mais incomodo devido à roupa entrando em contato com o local tatuado e o organismo estará mais sensível à dor pelo fato de as terminações nervosas estarem mais afloradas, tornando as sessões mais doloridas.

Sem falar nos banhos quentes que também podem prejudicar a cicatrização.

Por outro lado, teremos uma cicatrização mais rápida já que naturalmente o metabolismo estará mais acelerado por uma questão de sobrevivência.

Tatuar no verão: prós e contras:

Photo by Leonardo Rossatti from Pexels

Já nas épocas mais quentes, o nosso organismo naturalmente poupa mais energia e consequentemente fica mais lento, deixando a cicatrização mais demorada.

E podemos citar a frequente incidência dos raios solares na região tatuada e em todas as restrições envolvendo atividades físicas, alimentações e os banhos coletivos típicos da época.

Em contrapartida, é uma época em que se usa roupas mais leves e menos fechadas, e isso acaba favorecendo muito a recuperação no período do pós.

Conclusão, como tudo na vida, ambas as épocas têm seus prós e contras, basta ter noção dos cuidados e restrições de cada período para garantir uma boa cicatrização da tatuagem seja qual for o período do ano.

Cuide da sua tatuagem e da sua pele.

Leonardo Nascimento
Tatuador Desde 2000
Vila Velha – ES
leoneguin.bigcartel.com

Matérias recentes

Leo Neguin
Tatuador desde o começo dos anos 2000, tem preferência pelos estilos clássicos. Também dedica parte do seu tempo em pesquisas sobre a história da tatuagem de maneira entusiasta, traçando uma linha cronológica usando algumas áreas do saber como a arqueologia, a antropologia e a história de maneira interdisciplinar.

Mais desse autor

Mais Recentes

Debby Mota: Um corpo livre em constante movimento

Conheça Debby Mota, artista especialista em artes afro e indígenas.

A Ciência por trás do processo de tatuar

Como o pigmento é um corpo estranho para o nosso organismo, ele pode causar reação alérgica ou não, saiba mais aqui!

Lugares mais doloridos do corpo

Os níveis de dores podem ser diferentes para cada organismo, leia mais aqui!

Publicidade

Mais Populares

Queloide ou granuloma? Entenda a diferença!

Apareceu uma bolinha no seu piercing? Se sim, a primeira coisa que vem à nossa mente é a tão temida queloide. Mas, na maioria das vezes, o caso se trata de um granuloma.

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.