Acessibilidade nos estúdios de tatuagem

Você parou para pensar como é importante a questão da acessibilidade nos estúdios de tatuagem? Nunca pensou, né? Então você precisa ler essa matéria.

-

Hoje iniciarei o texto de uma forma diferente: Teremos, aqui, uma conversa gostosa, porque sairmos da bolha na qual fomos criados não é fácil. A gente se choca, muitos choram e este Blog foi feito para mudar a vida das pessoas para melhor. Então, pegue seu café, seu chá, sua água e venha sair da bolha comigo!
Você já parou pra pensar que a sociedade na qual vivemos é deficiente? Porque, pense comigo: se tivéssemos o costume de criar sempre ambientes acessíveis, ou seja, com acessibilidade, para todo tipo de público, pessoas que chamamos de deficientes físicos não precisariam de ajuda e, consequentemente, ninguém tentaria invadir seus espaços querendo fazer coisas que eles são capazes de fazer, afinal, eles são capazes!

Essa semana, eu tive duas conversas incríveis com uma tatuadora e uma tatuada. Ambas com mobilidade reduzida. E vou contar, aqui, um pouquinho sobre nosso bate-papo que me trouxe uma semana de muita reflexão sobre acessibilidade na tatuagem!

Há alguns anos conheci Beatriz. Ela sempre deixou muito claro que tinha mobilidade reduzida e sempre foi muito aberta a tirar minhas dúvidas – não foi diferente quando o assunto é tatuagem! Quando o assunto é “escolher um tatuador”, ela disse que muitas coisas contam quando é necessário escolher um bom profissional, mas não somente é preciso ver a aplicação do trabalho dele, mas, também, o tratamento para com ela e a acessibilidade do local.

O que seria um estúdio com acessibilidade para um cadeirante?
No mínimo, um local sem escadas de uma forma que a cadeira de rodas passe sem que ninguém precise carregá-la no colo e um banheiro que ela tenha espaço para sair da cadeira e para voltar para ela.
É importante nos imaginarmos na situação do cadeirante: Deve ser desgastante ficar o tempo inteiro numa posição sendo tatuado, afinal, dependendo, é possível que seja muito cansativo para ele. Ser um tatuador que conversa com seu cliente deixando-o a vontade para pedir uma pausa, é muito importante – se possível, deixe o dia apenas para este cliente.

Poxa, Capittoo, eu não sei como conversar sobre isso com o cliente! Como faço?
Calma aí, meu amor! A Bia também falou sobre isso comigo!

Não é vergonha alguma dizer que você tem pouco conhecimento sobre o assunto. Seja acessível também no diálogo!
Então, peça licença e pergunte qual é a deficiência física que o seu cliente tem e pergunte o que ele precisa para que a sessão seja mais confortável para ele. Se seu estúdio não tiver estas coisas e você puder providenciá-las, providencie! Caso seu estúdio não tenha acessibilidade alguma, diga. Imagine que chato para esta pessoa chegar no estúdio e ter uma escada gigantesca ao ponto de precisar ser carregado até o local da tattoo.
E não seja invasivo! Se seu cliente se sentir à vontade em contar o que houve, ele vai te contar. Uma dica: Não fique vasculhando a vida dele.

Não podemos nos esquecer de que estamos falando da Beatriz, uma pessoa que anda com cadeira de rodas e é mulher. Ela pode estar suscetível a um abuso sexual, inclusive. Ninguém anda com uma placa na testa para dizer se é uma boa pessoa ou não. Se mulheres que podem correr, por muitas vezes, não conseguem fugir do agressor, quem dirá mulheres com deficiências físicas, não é mesmo?
Então, meninas, é de suma importância que vão acompanhadas para fazerem suas tatuagens! Se o tatuador não permitir, mesmo que você explique sua situação, talvez seja melhor você procurar um profissional que entenda. É por sua segurança!

Capittoo tatuando Beatriz, em 2019.

Quando as pessoas olham para um portador de deficiência física, estão tão amarradas no conceito infantil de alguém com estas características são puras e intocáveis que esquecem que elas são seres humanos e elas têm sonhos e desejos como qualquer pessoa. Então, é comum que se choquem com um deficiente físico que ocupa espaços, tais como uma faculdade, um bom emprego e se tatue! A Beatriz já reparou nas olhadas de surpresa quando reparam que ela tem uma cadeira de rodas tatuada em seu braço.
“Como assim você tem orgulho disso?” – comentam.
Você tem orgulho do seu tom de pele? Do seu cabelo? Da sua profissão? Pois é, eles têm orgulho de passarem por cima de muita coisa e estarem aqui, ocupando espaços que também pertencem a eles. E não tem problema algum você contar sua história na sua pele!

Beatriz faz parte de um projeto chamado Coletivo Feminista de Mulheres com Deficiência Helen Keller que vale a pena conferir!

Beleza, Capittoo, vou rever minha bolha aqui sobre os clientes com deficiência física.
Mas vocês já pararam pra pensar que existem tatuadores com mobilidade reduzida também?

Pois é, meus amores, estamos falando da maravilhosa da Laísa!

A Laísa teve um derrame quando nasceu. Ao invés de fazerem uma cesária, que era o mais adequado na situação dela, forçaram um parto normal. No início, ela não tinha mobilidade reduzida, era deficiência física mesmo, sua mão esquerda não abria, sua perna era torta e o braço esquerdo não esticava. Ter mobilidade reduzida foi uma evolução depois da fisioterapia. Além disso, ela possui um problema na dicção, por falha do movimento do músculo do palato macio – que constitui a parte de trás do céu da boca.

Crescendo com os amigos do pai que são tatuadores, ela sempre esteve em meio a arte. Mas programas como Miami Ink, cujas mulheres são tatuadoras, fizeram com que ela percebesse que não era uma profissão apenas para homens. Então, ela entrou num curso de tattoo!

Mas nem tudo é fácil assim: A parte prática do desenho em si foi tranquilo para ela. O problema maior era a locomoção e a prática de tattoo. Ela precisou passar por muitos obstáculos para não desistir da profissão que tanto ama. Muitas vezes ela voltou para casa chorando por achar que aquele lugar não era para ela. Mas, Laísa, sabemos que este lugar é seu!
Na tattoo com seu cliente? Ela tem um nicho de clientes muito desconstruído e que se interessa em saber sobre sua saúde. Afinal, a tatuagem não é afetada por nada disso, então, por qual motivo importaria se a ideia é uma boa qualidade de seu trabalho? Somente quando a tatuagem é um pouco maior ela precisa fazer algumas pausas para alongar seus membros, mas seus clientes são tão maravilhoso que entendem isso – afinal, alongamento é importante para todo tatuador!

Pedi, também, pra essa deusa dar um recado para pessoas que também tenham mobilidade reduzida e ela disse com toda clareza:
“Acho que a vida é muito curta pra gente ficar duvidando do nosso potencial. Desistir não deve ser uma opção”.

Laísa, nosso exemplo de persistência e força, segurando a máquina que melhor se adaptou por causa do peso – a Pen, da Electric Ink.

E você? O que achou das nossas entrevistas?
Já tinha pensado sobre a acessibilidade nos estúdios de tatuagem?
Então é hora de pensar!


CONTINUE NO BLOG…

Tatuados no mercado de trabalho
Arte, Tatuagem Moderna e a Semana de 22

Avatar
Capittoo
Formada em Letras, tatuadora e bodypiercer do Organika Tattoo (Jardins e Morumb, SP), ilustradora e fazedora de story do Instagram.

Mais desse autor

Mais Recentes

22 artistas que fazem tatuagens pequenas no Brasil

Conheça aqui diversos artistas que fazem tatuagens pequenas e muitas inspirações de tatuagens para você fazer.

O que NÃO fazer durante a cicatrização do seu piercing

7 dicas fundamentais para garantir a cicatrização do seu piercing de forma rápida e sem sustos e problemas.

Tudo sobre remoção de tatuagem

Entrevista com uma profissional especialista em remoção de tatuagem sobre as principais dúvidas sobre o processo.

Publicidade

Mais Populares

O significado da tatuagem de borboleta

Pra você que ama esse animal da nossa fauna e flora, vem ver qual o significado da tatuagem de borboleta carrega em seus desenhos! Você vai se surpreender!

Significado da tatuagem de Lobo

Você sabe dizer qual é o significado da tatuagem de lobo? Esse é um animal muito comum em tatuagens e tem vários significados.

84 inspirações de tatuagens femininas

As tatuagens mais lindas que você vai ver hoje, e tudo isso para te inspirar na sua próxima tattoo.