As cores de Cândido Uggeri

O tatuador gaúcho nos contou sobre seu trabalho, o estilo “Traditional Glam”.

-

Cada dia que passa, nós aqui do Tattoo2me ficamos mais impressionados e de queixo caído com as artes — as obras de arte — que surgem à nossa frente. Temos certeza de que há muito para conhecer mundo afora. O que conhecemos, nós fazemos questão de dividir com nossos seguidores, nossos parceiros, e claro, com os próprios artistas que nos acompanham. São traços, sombras, cores, técnicas, eventos, ações, iniciativas que nos encantam.

E por falar nisso, cores! Muitas cores e desenhos loucos e psicodélicos. É dessa forma que o tatuador gaúcho Cândido Uggeri nos apresentou seu trabalho. Corre lá no Instagram do CARA e vê se não é verdade essa imensidão de cores quentes e vibrantes. Bateu curiosidade em você? Na gente também, óbvio. Aproveitamos a oportunidade e apresentamos a vocês Cândido Uggeri e o “Traditional Glam”.

“Quando tinha uns 12 anos queria ser tatuador, mas na época era difícil, ainda mais pra quem morava no interior do Sul do Brasil. Então fui trabalhar com arte digital, que pra mim, na época, era o mais próximo que poderia ficar dos desenhos. As pessoas sempre se surpreendem quando falo que após 12 anos de profissão, resolvi tentar algo novo e seguir meu sonho. Independente do que as pessoas acham, acredito que devemos sempre seguir nossos sonhos. Hoje tenho 15 anos como designer gráfico, o que me ajuda muito como tatuador.”

Depois de 12 como designer e aos 30 anos de idade, Cândido nos contou que sentiu a necessidade de ter uma mudança em sua vida e se arriscou a tatuar: “com o incentivo de um amigo tatuador, tomei coragem e corri atrás do meu sonho. Tattoo é minha vida! Sempre estou pensando em como posso fazer novos desenhos e inovar com ideias diferentes, sair um pouco da caixa. Diferente do design, a tattoo é uma forma de eternizar o trabalho também.”

Traditional Glam

As tattoos do artista são descoladas, vão além da ilustração e do design. Cândido cria incríveis trabalhos na pele, de uma maneira criativa, que vai desde o trabalho mais simples às misturas mais loucas em um só desenho, e é isso que torna cada trabalho, cada tattoo, único.

“Meu estilo surgiu de uma mistura do tradicional americano com o desenho moderno e colorido dos animes. Eu sempre fiquei muito preso ao Tradicional, as cores usadas no Tradicional. Comecei a querer aplicar as cores, a brincar mesmo, e fui me achando. E o nome é uma fusão do Traditional com oncinhas, zebras e o Glam Metal*.”

* Glam Metal é um sub-gênero do hard rock e do heavy metal. Combina elementos desses gêneros com o punk rock e a música pop. Foi bastante popular em toda a década de 1980 e início da década de 1990. As bandas de glam metal adotaram uma aparência, assim como na cultura punk, exageradamente extravagante. Os integrantes cultivavam uma aparência andrógina não só com cabelos longos, mas também um guarda-roupa em que as cores e o brilho ressaltavam. O uso de maquiagem também era bastante comum. Vale ressaltar que o contexto de extravagância não se limitava só à aparência: as performances em palco também eram bastante diferenciadas.

O Traditional Glam de Cândido é marcado com traços fortes e degradês loucos, com as misturas mais psicodélicas possíveis! Em seu trabalho, ele utiliza as técnicas de Full Color e Old School. Além disso, nos contou que sempre tem uma conversa previamente com seu cliente para saber da ideia: “sempre marco uma conversa com o cliente, pessoalmente ou online, para poder organizar as ideias, ver o que ele tem em mente para sua tattoo. Depois começo meu processo criativo para fazer um desenho lindo e o mais ‘louco’ possível.”

Mas também cabe muito afeto nessa loucura toda. Aliás, afeto e cores. Tem combinação mais perfeita? “São muitas histórias nesses quase 5 anos. Talvez a caveira em forma de coração seja uma das mais bonitas: uma cliente pediu que eu desenhasse duas caveiras em forma de um coração, mas que tinha que parecer que estavam se abraçando. Ela me contou que quando criança, antes de dormir, sua mãe sempre cantava a música ‘Romance de uma Caveira’, que conta a história de duas caveiras que se amavam e se encontravam após a meia-noite. Como a mãe dela veio a falecer, ela quis prestar essa homenagem por ser uma das lembranças mais marcantes de sua mãe.”

As cores e todo trabalho do Cândido nos encantaram! Esperamos que contagie vocês também. Para saber mais sobre o trabalho do artista, acesse: www.candidotattoo.com

E para saber sobre o que é o NEO TRADITIONAL, acesse:

Piratas, arte urbana, história e design
As eras Old School, New School e Neo Traditional da tatuagem mundial.


Oi! Você ainda está aí? Não nos segue em nossas redes sociais?
Você não sabe o que está perdendo!

Tem sorteio de tattoo para todo Brasil no nosso site, tem transmissão ao vivo no nosso Instagram, tem muita inspiração de tattoo no nosso Facebook e no nosso Pinterest.
Ah, e se curtiu esse texto, clica nas palminhas para que nosso texto chegue à outras pessoas.

Avatar
Fernanda Moraeshttps://blog.tattoo2me.com
Editora no Tattoo2me Magazine. Mãe do Zion e Jornalista, às vezes. Cultura Periférica, Indústria Cultural e Tatuagem.

Mais desse autor

Mais Recentes

Tatuagem Ritualística: você sabe o que é?

O que você sabe sobre a tatuagem ritualística? Nessa matéria, vamos te explicar tudo sobre esse assunto e ainda te apresentamos alguns desses rituais.

Tatuagens na Costela: vem ver essas ideias!

As tatuagens na Costela não são novidade e causam até um certo arrepio por conta da dor, não é? Mas essas inspirações vão fazer você querer a sua tattoo agora mesmo!

Tatuagens no ombro: como não se apaixonar?

As tatuagens no ombro estão com tudo! É muita ideia e muita inspiração para quem ama tatuagem nessa área do corpo.

Publicidade

Mais Populares

Tatuagem e doação de sangue, tudo que você precisa saber.

Quem tem tatuagem pode doar sangue? Saiba tudo sobre a doação de sangue.

Como cuidar da cicatrização da tatuagem

Confira nossas dicas para garantir sua tatuagem perfeita.

30 tatuagens em homenagem as mães e filhos.

Aquela lista que você não pediu, mas fizemos para falar de amor incondicional: tatuagens em homenagem as mães e filhos!